Deputada Christiane Yared apresenta emenda ao projeto de Bolsonaro que altera código de trânsito

por Blog do Caminhoneiro

O projeto de lei 3267/2019 foi apresentado na Câmara dos Deputados pelo Poder Executivo. O projeto, entre outros itens, elimina a exigência do Exame Toxicológico para motoristas profissionais e aumenta a pontuação da CNH, de 20 para 40 pontos.

O projeto de lei de Bolsonaro tem 17 modificações, 2 inclusões e 8 revogações do Código de Trânsito Brasileiro, e visa modernizar o sistema, que já tem mais de 20 anos.

A emenda apresentada pela Deputada Christiane Yared, do PL do Paraná, visa manter o Exame Toxicológico como exigência para os motoristas profissionais.

No projeto de Bolsonaro (3267/2019), o Artigo 5º trata especificamente do tema, eliminando essa exigência.

O Exame Toxicológico é exigido desde 2015, quando entrou em vigor a Lei 13.103. Ele é obrigatório para tirar e renovar a CNH, e também na contratação e demissão nas empresas.

“Sabemos que há muito ainda a ser feito no sentido de melhorar a sistemática de controle, fiscalização e repressão dos condutores que dirigem sob influência de drogas. O exame toxicológico, porém, é um primeiro passo, pois afasta instantaneamente das vias os motoristas não aptos, reduzindo as chances de acidentes”, disse a deputada, na justificativa da emenda.

A íntegra da emenda pode ser lida aqui.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

21 comentários
0

Artigos relacionados

21 comentários

Rubens Tavares 22/09/2019 - 14:01

Isso ajuda aos BONS caminhoneiros e ao mesmo tempo coloca os BONS há mercê dos maus. Deveria aproveitar o momento e acabar com a indústrias de multas, AUTORIZANDO OS CAMINHONEIROS A TRAFEGAREM NA FAIXA DE ACOSTAMENTO EM RODOVIAS HÁ UMA DISTÂNCIA DE 10 KM DAS CIDADES.

Reply
Wellington Freire 22/09/2019 - 09:29

SOU A FAVOR DO EXAME TOXICOLÓGICO, MAS NAO SO PARA OS PROFISSIONAIS, E SIM TINHA QUE SER EXIGIDO A TODO CONDUTOR HABILITADO.

Reply
Weslei 21/09/2019 - 12:09

Tem que ter sim a obrigação do exame, más também tem que acabar com o trabalho escravo que é a profissão de motorista.

Reply
Fredi crugeer 21/09/2019 - 10:42

Sou motorista profissional Acho que não deve tirar o exame porém tornar obrigatório de 6 em 6 meses para todos que tenha CNH e controlar os laboratórios que andam vendendo exames para mim graças a Deus dirijo caminhão desde 1989 e esse exame deveria ter começado a 20 anos atrás não mudaria nada minha rotina nunca usei coisas ilícita mas vejo muita gente que não consegue usar droga nas cidades porque a polícia controla e daí vem para as estradas onde não tem controle nem um

Reply
Antonio Carlos 21/09/2019 - 10:33

Triste ver a hipocrisia de quem quer que um exame que já é burlado dentro de transportadoras, continue alimentando uma máfia de clinicas. Isso não resolve NADA . Esse exame da forma que é feito hoje não tira as drogas das estradas. Já imaginou se fosse feito com bebidas alcoolicas da mesma forma ? A cada 5 anos na renovação o motorista faria um exame atestando que não bebi ?Vou deixar aki uma sugestão de quem tem 26 anos de estrada como profissional. Acabem com o TOXICOLÓGICO obrigatório na renovação que só sustenta clinicas , e criêm um exame em loco nas rodovias para TODOS os motoristas de TODAS as categorias , como é feito com o bafometrô , que tem sua eficácia comprovada. Aíí voces vão tirar as drogas das estradas. Drogrômetros nas estradas para TODAS CATEGORIAS ( A, B, C ,D ,E ).

Reply
Aleksandro 23/09/2019 - 13:48

Perfeito!!!

Reply
Sandoval Marins 21/09/2019 - 08:35

Ta com nada esse exame ,qem vai levar a comida dos brasileiros nem tem tanto assidenti assim involvendo caminhao de grande porti eu qero um brasil melhor nao q tome mais dinhero da genti o deputada cristiane dexa o presidenti trabalha porq q voce nao ajuda a melhorar a lei no brasil meu pai morreu num assalto trabalhando na fazenda ate agora nao tem ningen q nos deu ajuda porq voce nao vem ajuda minha familia fica tentando tirar mais dinhero do povo ajuda liberar porti di arma pros caminhonero pra nois mata ladrao comecando com a dilma e o lula foi eles q mataram meu amor meu pai minha vida

Reply
Ronilson 21/09/2019 - 08:26

Sou à favor do exame desde que seja para Todos , sem exceção, e num valor justo, para renovar minha habilitação gasto em torno de R$ 900,00 , um absurdo!

Reply
OSMIR PEREIRA ASSIS FILHO 21/09/2019 - 07:20

Bom dia !!! Esse exame na verdade seria ótimo se fosse sério mais, como no Brasil tudo tem jeito de fazer as coisas, estão bolando a lei e fazendo exames falso e até às pessoas quer usam drogas estão pagando um valor e fazendo os exames, quem está gostando são os donos de auto escola, despachante, e dos laboratórios que estão ganhando bem pra bolar a lei, se tiver uma lei pra prender esses caras q fazem isso e a fiscalização, eles não teria coragem e aí sim tiraria esses mau exemplo das ruas e junto iria combater as drogas também os traficantes não iriam ter tantos como tem, e as ruas as rodovias seriam mais seguras.

Reply
Cassiano Oliveira 21/09/2019 - 01:28

Se para um profissional do trecho é obrigatório o toxicológicos, pq para um menino de 18 anos sem experiência alguma não é obrigatório? O caminhoneiro muitas vezes tem que tomar medicamentos pra não dormir, pois o horário estabelecido para chegar a carga é muito apertado.
Por outro lado um jovem de 18 anos pode cheirar cocaína, fumar maconha, é beber até não se reconhecer, que tudo certo.
O caminhoneiro no caso é o errado, drogado.
O jovem é apenas um menino que se acha excluído, deprimido, que usa drogas pra suprir seus problemas sentimentais.
Bando de maconheiro sem vergonha.
TOMEM VERGONHA NA CARA MEUS GOVERNANTES. IGUALDADE A TODOS PRA LEI.
PRA TODOS…

Reply
Verlane 20/09/2019 - 23:18

Toxicológico se compra e o playboy que vive na balada doidão e não é obrigatório se presta atenção nos noticiários acidentes com 5 vítimas fatais quase sempre playboys na volta da balada

Reply
Ronivaldo 20/09/2019 - 23:13

Eu fico indignado com isso e motorista de caminhão que usa droga os filhos de papai não né. E muito descriminação com quem move esse país. Cada dia que passa tá mais difícil de trabalhar muita cobrança com motorista e muitos dias pofora de casa e pouco salário e empresas cobrando o toxilogico na admissão tá muito difícil isso não tem ninguém por noz

Reply
Kelison 20/09/2019 - 20:17

Toxicologia tinha que ser exigido desde as categorias de A,E sempre se cobrando o máximo de quem leva e trás o Brasil na carroceria muito injusto

Reply
Nelson Canton 20/09/2019 - 18:28

Essa deputada devia saber que não é só caminhoneiro que dirige sob efeito de droga . Porque não exige pra todos? Quem será que votou nessas pessoas?

Reply
Cassiano Oliveira 21/09/2019 - 01:32

Derrapante ela fez esse projeto numa legal. Relaxando com um baseado de um palmo no beiço. Vai carregar um caminhão de batata ou cebola e fazer o horário do cliente do Ceasa.

Reply
Jefferson86_almeida@hotmail.com 20/09/2019 - 18:14

Tinha q fazee em todas categorias desde A ate categoria E

Reply
Volmir Binsfeld 20/09/2019 - 12:56

A nobre deputada deve pleitear exigência para TODOS motoristas,pois o maior problema esta nas categorias inferiores a E.

Reply
Kleber N O Franca 20/09/2019 - 20:08

Você é um mentiroso, pois mais de 70% dos acidentes nas estradas é composto de caminhoneiro, agora se vc é contra você é mais um desses usuário de drogas, e mais quem por acaso não é usuário de drogas, tem grande conhecimento da problemática nas estradas. As estradas brasileiras estão infestadas desses lixos humanos usuários de drogas. E que venha o quanto antes exames nas PRF e PREs nas estradas nos postos.

Reply
Ezequiel Neto 20/09/2019 - 12:22

Nenhum motorista profissional decente, que se preze e leve a sério a profissão, deve temer o exame toxicológico. O projeto enviado pelo Executivo é no geral muito bom mas pecou ao eliminar a obrigatoriedade desse exame, Em junho deste ano o BLOG veiculou reportagem onde a maioria dos camioneiros é favorável ao exame toxicológico. No Brasil, o uso de anfetaminas por camioneiros,conhecidas por “rebite” é frequente. A utilização crescente tem se tornado um grande problema de saúde pública. Em estudo realizado pela especialista Takitane Oliveira, constatou-se que 66% dos caminhoneiros tinham hábito do consumo de drogas, dos quais 27% faziam uso diário e 60% usavam de duas a três vezes por semana. O grande perigo é que quando passa o efeito da droga, ocorre um efeito rebote, causando grande sonolência devido à anterior privação/diminuição do tempo de sono, provocando mal desempenho na direção e sendo uma importante causa de acidentes graves nas estradas brasileiras.

Reply
Kleber N O Franca 20/09/2019 - 20:12

O exame toxicológico não foi abolido, continua como antes, para retirar e renovação da CNH , agora tem que implantar o exame nas estradas, só assim os lixos serão banidos das estradas

Reply
Claudio Salvadego 21/09/2019 - 08:30

O senhor Cleber se assim posso dizer, mas lixo nas estradas provavelmente tenha quando vc ou alguém da sua família estavam viajando se liga. Ser contra ou a favor não te dá o direito de falar lixo das pessoas

Reply

Escreva um comentário