Mercedes-Benz apresenta novo Actros ao mercado brasileiro

por Blog do Caminhoneiro

A Mercedes-Benz apresentou, em sua pista de testes em Iracemápolis-SP, sua nova linha Actros, um caminhão com um design totalmente novo, novas potências e versões de chassis. Além disso, o caminhão traz novos itens de segurança, economia, conforto e conectividade.

Apesar do design da cabine ser semelhante à lançada na Europa, trata-se de um projeto totalmente novo, mantendo a segurança da Europa, mas ouvindo as estradas brasileiras.

Além da nova aparência externa, a cabine é completamente nova por dentro, com muita tecnologia e conforto para o motorista. No lugar do tradicional painel, estão duas telas, que dão ao motorista um visualização muito agradável de tudo o que está acontecendo no veículo, além de poderem ser usadas para controlar uma série de parâmetros do veículo.

“A chegada do Novo Actros no Brasil em 2020 irá revolucionar o segmento de caminhões extrapesados. Estamos trazendo para os nossos clientes e ao mercado o caminhão mais inteligente, seguro, conectado e eficiente de todos os tempos”, destaca Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina.

O design externo da cabine é mais aerodinâmico, contribuindo para a redução de consumo de combustível. A altura interna é de 1,84 metro, com um túnel do motor muito baixo, facilitando a movimentação.

“Quando entrar na cabina do Novo Actros, o motorista vai se surpreender”, garante Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas e Marketing Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Desenhamos uma nova cabina de caminhão totalmente diferente de tudo o que o mercado já viu, muito mais interativa e conectada. Além de mais espaço interno, a partir de 2020, o Novo Actros terá dois painéis digitais e tela touch screen para um deles, espelhamento de celular e recarga por indução. Ou seja, a Mercedes-Benz será a primeira fabricante a lançar um caminhão já na Era Digital”.

Além dos destaques no painel, a nova cabine tem novos bancos, mais confortáveis, e uma nova cama, mais larga e comprida, com colchão de alta densidade.

As mudanças de design, aprimoramentos no motor e uma nova turbina proporcionam ao veículo uma economia de até 12% no consumo de combustível, quando comparado com a geração atual do Actros.

Graças à conectividade, os intervalos de manutenção preventiva são maiores, o que proporciona uma economia de até R$ 6 mil por ano em manutenção e troca de itens de desgaste.

Em 2020, os novos Actros começam a ganhar as estradas com três versões de motores e uma inédita versão 4×2. O modelo 4×2 sai de fábrica com motor de 450 cavalos, e é ideal para aplicações como cegonha, baú e outros. O modelo é o 2045 4×2.

Além dessa versão, o Actros ganha uma nova opção de motor de 480 cavalos, para as versões 2548 6×2 e 2648 6×4. O modelo mais potente da linha é o Novo Actros 2651 6×4, um dos caminhões mais vendidos de 2019.

O motor é o consagrado Mercedes-Benz OM 460, que conta com diversas melhorias técnicas para atender às novas potências e permitir uma grande redução no consumo de combustível. Outro grande destaque do motor OM 460 é a intercambialidade de peças. O motor OM 460 tem a maior parte de suas peças em comum com o consagrado OM 457 da linha Axor, que reduz os custos na hora de uma manutenção.

Além de todas essas mudanças, o novo Actros passa a contar com várias tecnologia de segurança inéditas no Brasil, como a 5ª geração do Assistente Ativo de Frenagem (ABA 5), o Assistente de Ponto Cego, o Assistente de Fadiga e o Programa Eletrônico de Estabilidade (ESP).

Essas tecnologias se aliam à duas já disponíveis para o Actros atual, o Controle de Proximidade e o Assistente de Faixa de Rolagem.

“O Novo Actros será o único caminhão de série no mercado brasileiro que freia sozinho”, diz Philipp Schiemer. “Isso comprova que estamos avançados quando o tema é segurança ativa, ou seja, preservar a vida, o caminhão, a carga e as demais pessoas e veículos nas vias. Com tecnologias exclusivas e inéditas, baseadas em radar, sensores, câmeras e outros recursos, estamos trazendo para o Brasil sistemas que já estão presentes no Caminhão Autônomo do Futuro”.

Na questão da robustez, o veículo ganha uma nova suspensão traseira metálica, a Global TufTrac, mais leve e mais robusta, que oferece mais carga útil, além da maior disponibilidade do caminhão. Essas suspensão não precisa de lubrificação e rediz significativamente os ruídos.

Além disso, o veículo 6×4 com freio a tambor irá contar com o sistema Disconnected Liftable Tandem – DLT, um suspensor do eixo trativo para caminhões 6×4.

Os modelos 6×2 e 4×2 chegam ao mercado com o novo eixo New Final Drive, que é mais leve, e resulta em menor tara do caminhão, aumentando a capacidade de carga líquida. Além disso, também tem um novo gerenciamento de lubrificação interna do diferencial e maiores intervalos de troca de óleo.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

13 comentários
0

Artigos relacionados

13 comentários

pedro joel vergara garcia 22/09/2019 - 12:16

Até que me provém ao contrário “volvo”é o melhor a vários anos. Tomara que a nova geração do Mercedes e Scania se aproximem ou fique melhor que o volvo.

Reply
Weslei 21/09/2019 - 08:14

Opa, mais 12 por cento de economia . Não era para os caminhões está rodando sem combustível com tanta economia em tantos lançamentos nas últimas décadas?

Reply
Luís Henrique 20/09/2019 - 21:51

Finalmente um caminhão com chave presencial e painel digital. Inovador mesmo.
Só não entendo tanta preocupação com segurança e o airbag ser opcional.
Tb não consigo entender porque o motor 510 cv não pode equipar um 6×2 ou até um 4×2.
Cabine somente com uma opção de altura.
Ainda falta muito para competir com Volvo e Scania.

Reply
Kleber 20/09/2019 - 20:28

Mercedão Véio de guerra É q New câncer ,,, principalmente esses novos q é uma bucha
… depois de uns três anos de uso ninguém quer …o preço então pelo amor de Deus…

Reply
Sílvio 20/09/2019 - 19:59

Mais uma mula já cansada na EUROPA. BRASIL, país dos LIXOS!

Reply
Zé Luis 20/09/2019 - 18:56

Este modelo já existe há uns 8 anos na Europa. Ôh Brasil atrasado! Os de Lá nem retrovisores existe mais, são câmeras…

Reply
Vinicius 20/09/2019 - 18:01

Vou pesquisar na Europa pra ver se algum pequeno frotista e/ou autônomos já encomendaram para as empresas que modificam cabines uma versão bicuda desse caminhão.
E antes de postarem asneira aqui no meu comentário, pesquisem no Google esses nomes de empresas: Vlastuin Truckopbouw, Charles Feijts Groep, Brevet Carrosserie e A&M Commercials. Dêem uma olhada no tipo de trabalho que eles fazem lá, DEPOIS comentem aqui. Vou trazer esse serviço pra cá.

Reply
Gilson Favero 24/09/2019 - 09:36

Ótima idéia de trazer este serviço pra cá

Reply
Rodrigo 20/09/2019 - 17:55

Ainda está muito atrás da VOLVO!

Reply
Rodrigo 20/09/2019 - 18:04

Que me perdoem os ‘mercedeiros’, mas quem anda num pesado da VOLVO não troca por outro nunca mais. Nem por esse caminhão de brinquedo aí da reportagem.

Reply
Sílvio 20/09/2019 - 20:05

VOLVO E MAQUINA AGRÍCOLA, MEU CARO! QUEM SABE OPERAR UM PESADO, PREFERE O MELHOR: SCANIA, PELO MENOS AQUI, NESSA REPUBLIQUETAZINHA DE MERDA.

Reply
Sílvio 20/09/2019 - 20:01

Volvo é outro carro de boi. Pega que quem faz essa porcaria, não a dirige !

Reply
Kleber 20/09/2019 - 20:21

Se volvo fh ñ é caminhão top ,,, principalmente o último geração ,,, acho q vc está precisando procurar um novo emprego ,,, vai trabalhar na rede globo que só contrata aqueles que criticam o q realmente é bom e o que é certo….
Quem sabe @@@@
???

Reply

Escreva um comentário