Neuron apresenta caminhão elétrico com design futurístico nos Estados Unidos

por Blog do Caminhoneiro

A empresa Neuron EV apresentou no último dia 10 de dezembro o caminhão Neuron EV Torq, um caminhão pesado elétrico com tecnologia de construção modular. Além do caminhão, a startup também apresentou a picape T-One. Os dois veículos concorrem diretamente com os veículos da Tesla, o caminhão Tesla Semi e a picape Tesla Cibertruck.

Falando especificamente o Torq, o caminhão é um modelo puramente elétrico, que armazena eletricidade em baterias. De acordo com a Neuron, o Torq foi construído para eliminar as emissões de gases de efeito estufa e para ser pioneiro no desenvolvimento de um futuro mais limpo para o setor de mobilidade comercial.

O Torq é construído com um chassi e cabine intercambiáveis, que podem ser facilmente modificados para uso como cavalo-mecânico ou caminhão rígido, e também possui um design aerodinâmico, com cabine leito integrada, e o funcionamento do motor é suave e silencioso.

Na cabine, o caminhoneiro senta no meio, sem basco do carona, para ter uma visão completa do veículo. Ele ainda é ajudado por câmeras que mostram tudo o que acontece ao redor do caminhão e também funcionam como retrovisores.

A empresa também desenvolveu um software de gerenciamento para o veículo, que pode ser integrado com celulares, e é fácil de usar, oferecendo controle total da operação de transporte.

Por dentro, para o conforto do motorista, o veículo oferece uma cabine confortável, com cama grande, TV grande, sistema de som de última geração, muito espaço para armazenamento, e conexão wi-fi.

Apesar de não divulgar números, a Neuron afirma que o veículo terá grande autonomia, já que hoje as baterias estão mais eficientes.

A tração elétrica também exige menos manutenção do que uma tração convencional, a diesel. Ainda não existe data para início da comercialização do caminhão.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Escreva um comentário