Scania inicia produção de caminhões a gás no Brasil

por Blog do Caminhoneiro

A Scania começou, nesta semana, a produção, ainda em fase de testes, de caminhões que rodam com gás natural veicular, ao invés de diesel. Esses caminhões, com motores de 9 e 13 litros, tem potência máxima de 410 cavalos, e funcionam por meio de ciclo de ignição Otto, com velas, bastante diferentes dos motores ciclo Diesel.

Caminhoneiros e empresas interessadas em reduzir custos com o transporte rodoviário poderão adquirir veículos movidos a gás, que proporcionam uma economia média de 15% em relação ao diesel, a partir de 2020, com motores de 9 e 13 litros, e potências de 280, 360 e 410 cavalos.

A primeira unidade produzida é um Scania R410, com tração 6×2 e cabine teto alto. Dependendo da configuração, o caminhão pode ser abastecido com GNV ou Biometano, como esse da imagem, ou Gãs Natural Liquefeito (GNL), que usa outro tipo de tanque.

Na imagem, tirada na área de abastecimento de gás dentro da fábrica da Scania, em São Bernardo do Campo, Christopher Podgorski, Presidente e CEO da Scania Latin America, abastece o veículo.

Além da produção local dos novos veículos, a montadora fechou uma parceria com a empresa ZEG, que faz parte do Grupo Capitale Energia, dedicada exclusivamente à geração de energia renovável.

“Nosso propósito é liderar a transformação para um sistema de transporte sustentável e não poderíamos fazer isso sozinhos – justamente o que mostra esta parceria, de um lado oferecemos a tecnologia e do outro a ZEG viabilizará a produção do combustível e o abastecimento”, diz Christopher Podgorski, Presidente e CEO da Scania Latin America.

Foto: Rodrigo Machado

 

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Escreva um comentário