ANTT inicia megaoperação de fiscalização dos pisos mínimos dos fretes

A Agência Nacional dos Transportes Terrestres iniciou ontem, 11 de fevereiro, uma operação de fiscalização da Política Nacional de Pisos Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas (PNPM-TRC).

De acordo com a agência, em publicação nas redes sociais, a ação acontece em 14 estados, em pelo menos 25 pontos estratégicos, com alta concentração de caminhões e cargas.

A ação visa verificar os valores pagos aos caminhoneiros, se estão em acordo com a PNPM, mas também orienta os motoristas a realizarem o cálculo do valor correto de frete pelo aplicativo gratuito InfraBR Caminhoneiro.

QUER RECEBER NOSSOS CONTEÚDOS NO SEU WHATSAPP?
MANDE UMA MENSAGEM COM SEU NOME CLICANDO NO NÚMERO

042-98800-6519





RECEBA NOSSOS CONTEÚDOS NO E-MAIL

Seu e-mail (obrigatório)


8 comentários em “ANTT inicia megaoperação de fiscalização dos pisos mínimos dos fretes

  • 15/02/2020 em 19:52
    Permalink

    Na verdade eu nao acredito nessa fiscalização viajo várias trajetos e nunca vi nada de fiscalização trecho SP x PR x MG apenas Polícia Federal as vezes essa tabela só p enganar pois as transportadoras sabem que não existe fiscalização e abusam dos coitados do autônomo que muitos não sabem fazer conta e se empolgam c valor bruto e esquecem do valor final um caminhão tem que sobrar no mínimo 70% do valor bruto do frete se não for assim melhor parar.

    Resposta
  • 14/02/2020 em 14:53
    Permalink

    SE A ANTT PEGA PEZADO COM ÉSSAS TRANSPORTADORAS QUE NÃO CUMPREN A LEI AS COIZAS VÃO CE ENCAIXANDO EO CAMINHONEIRO VAI PODER MANTER SUA FAMILIA E PAGAR SUAS CONTAS E MANTER SEUS CAMINHOENS

    Resposta
  • 13/02/2020 em 10:17
    Permalink

    Depois que escaoarem toda a safra aí vem fiscalizar o Mato grosso

    Resposta
    • 14/02/2020 em 20:29
      Permalink

      Pelo meu entendimento , agora que não pode ter livre comércio de frete , o que vai acontecer e o cenário que já estamos tendo , as grandes empresas que antes escoava sua produção com terceiros , vai comprar frota , e as transportadoras vão aumentar suas frotas também . Quem está sendo prejudicado e o próprio autônomo . Só que não tem pessoas realmente entendidas que consigam ver isso .

      Resposta
    • 15/02/2020 em 21:24
      Permalink

      Aqui em MT estamos sendo humilhados com os preços…não conseguimos manter revisões e pneus em dias devido ao preço baixo do frete…

      Resposta
  • 12/02/2020 em 18:52
    Permalink

    Tem que ter um canal para denunciar

    Resposta
  • 12/02/2020 em 17:31
    Permalink

    governo , e suas autarquias comO ANTT . TEM QUE AREGAÇAR AS MANGAS E FISCALIZAR , SE NÃO RESOLVE , MAS AMENIZA A ROBALHEIRA DE NOS QUE TRANSPORTAMOS TUDO PARA O BRASIL , MAIS CONSIDERAÇÃO POR NOS CAMINHONEIROS , O BRASIL NÃO PARA SEM CAMINHÃO, O BRASIL PARA SEM CAMINHONEIRO COM O SEU CAMINHÃO, SEU GANHA PÃO SEM SEU TRABALHO.

    Resposta
  • 12/02/2020 em 12:24
    Permalink

    Vai próximo ao aço cearense em Fortaleza p ver e aqui em Londrina tão pagando a média de 2.70 por km em carreta de 5 eixos muito abuso

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!