COLUNA MECÂNICA ONLINE – Brasil é o menos preparado para veículos autônomos

por Blog do Caminhoneiro

Todos dizem que a grama boa é do quintal do vizinho, o que muitas vezes nos estimula a ganhar forças para encarar uma nova realidade, que assim seja com o Brasil, pois continuamos sendo o país menos preparado para a adoção de veículos autônomos dentre todos os analisados no “Índice de Prontidão para Veículos Autônomos 2020” (AVRI 2020 ou 2020 Autonomous Vehicles Readiness Index, em inglês) da KPMG.

A diferença em relação ao ano anterior é que, em 2019, eram 25 os países analisados, com o Brasil em último colocado e agora, em 2020, são 30 os países analisados, com o Brasil continuando a ocupar a última posição.

O índice da KPMG avaliou os países por meio de 28 indicadores para mensurar sua prontidão e progresso na promoção da implementação e inovação dos veículos autônomos.

Os indicadores estão organizados em quatro critérios de avaliação: política e legislação; tecnologia e inovação; infraestrutura; e aceitação do consumidor.

No Brasil, as posições foram as seguintes para cada um dos critérios: política e legislação (30º); tecnologia e inovação (30º); infraestrutura (30º); aceitação do consumidor (29º) ficamos na frente da Índia.

“O governo brasileiro está fazendo pouco para incentivar a adoção de veículos autônomos e, apesar do entusiasmo dos consumidores no País por novas tecnologias e serviços, não há ainda políticas públicas de incentivo para esses tipos de veículos. Fomos superados por Hungria, Rússia, Chile, México e Índia. O desempenho brasileiro poderia ser impulsionado por mais pesquisas e programas de incentivos governamentais”, afirma Mauricio Endo, sócio-líder de Governo da KPMG no Brasil e na América do Sul.

Os resultados também revelaram que a maioria dos países aumentou sua prontidão para os veículos autônomos, com 17 dos 25 países listados no índice 2019 aumentando suas pontuações em 2020.

A liderança deste ano ficou com Cingapura e Holanda (que mantiveram a primeira e segunda colocação, respectivamente) e Noruega, que se manteve na terceira posição.

De acordo com o AVRI 2020, os dez países mais preparados para um futuro com meios de transporte autônomos são Cingapura, Holanda, Noruega, Estados Unidos, Finlândia, Suécia, Coreia do Sul, Emirados Árabes Unidos, Reino Unido e Dinamarca.

Cingapura e Holanda são líderes na promoção de veículos elétricos (VEs), precursores essenciais dos veículos autônomos.

Cingapura planeja aumentar massivamente o número de estações de carga de VEs, de 1.600 para 28.000 até 2030, enquanto a Holanda tem o maior número de estações de carga de VEs per capita.

A Noruega é líder mundial na adoção de VEs e, além de extensos testes de veículos autônomos, estabeleceu três rotas de ônibus autônomos em Oslo.

Os Estados Unidos se destacam como sede de 420 empresas de veículos autônomos, o que corresponde a 44% de todas as empresas dessa natureza rastreadas no relatório.

A Coreia do Sul registrou o maior crescimento em relação ao ano anterior e ocupa agora a sétima posição. O país foi impulsionado pela introdução de uma estratégia nacional para veículos autônomos, publicada em outubro de 2019, que espera reduzir as mortes nas estradas no país em 75%.

Sobre a pandemia da Covid-19, o índice revelou que os veículos sem motoristas poderão ser importantes para o atendimento dos novos requisitos de movimentação de pessoas e mercadorias. Por exemplo, o transporte público pode ser parcialmente aliviado por micro-ônibus autônomos sob demanda, para promover o distanciamento social, e veículos autônomos para transporte e entrega de produtos sem contato.

Pela primeira vez, o estudo da KPMG também apresentou casos de municípios com iniciativas de veículos autônomos relevantes: Pequim, Detroit, Helsinque, Pittsburgh e Seul.

Mecânica Online

Novo Actros – Poucos meses após o seu lançamento no mercado brasileiro, o extrapesado foi eleito o melhor caminhão do ano na edição de 2020 do “Prêmio REI – Reconhecimento à Excelência e Inovação”. Além disso, a Mercedes-Benz também foi reconhecida como “Empresa do Ano”, destacando-se pela inovação e revolução tecnológica presentes nas suas linhas de produção, veículos e serviços, que cada vez mais entregam soluções eficientes e rentáveis para os seus clientes.

Pneus – A preocupação com a redução do consumo de combustível também é uma das características da indústria de pneus. A Sumitomo Rubber do Brasil, detentora das marcas Dunlop, Falken e Sumitomo no país, trabalha no desenvolvimento de tecnologias que visam melhorar o desempenho dos pneus, como redução da resistência ao rolamento e desenho assimétrico da banda de rodagem, aumentando também a eficiência energética desses produtos e contribuindo assim para a economia de combustível dos veículos.

Veículos elétricos – O projeto de pesquisa inovador e exclusivo “Bidirectional Charging Management – BCM” tem como principal objetivo permitir aos clientes fornecer energia dos seus próprios veículos à rede elétrica, suprindo a demanda da matriz energética. No Brasil, já é possível aderir à tarifa branca e pagar um preço diferenciado, dependendo do horário de consumo. Também já é possível obter créditos na conta de energia com o fornecimento de energia elétrica. Futuramente, então, os proprietários de veículos elétricos poderão carregar o veículo durante a madrugada a custo baixo e fornecer energia no horário de pico, de alto custo, podendo eliminar seu custo com energia elétrica ou mesmo obter lucro.

Parabéns – O Kwid, primeiro SUV compacto urbano, assim denominado pela Renault, acaba de completar 3 anos no mercado brasileiro com bons motivos para comemorar. O modelo é líder de vendas, com 49% de participação do segmento no acumulado de 2020, e exportado para 28 países da América do Sul, América Central e África. Produzido no Complexo Ayrton Senna, em São José dos Pinhais (PR), o Kwid já vendeu mais de 204 mil unidades no Brasil e mais de 70 mil unidades no mercado externo.


Tarcisio Dias é profissional e técnico em Mecânica, além de Engenheiro Mecânico com habilitação em Mecatrônica e Radialista, desenvolve o site Mecânica Online® (www.mecanicaonline.com.br) que apresenta o único centro de treinamento online sobre mecânica na internet (www.cursosmecanicaonline.com.br), uma oportunidade para entender como as novas tecnologias são úteis para os automóveis cada vez mais eficientes.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Escreva um comentário