Estado de São Paulo estuda liberar carretas com até 30 metros na Via Anchieta

por Blog do Caminhoneiro

Uma portaria do Departamento de Estradas de Rodagem de São Paulo restringe a circulação de caminhões e ônibus com mais de 26 metros de comprimento entre os quilômetros 40 e 55 da pista Sul da Via Anchieta. Visando estudar o impacto da circulação de rodotrens de até 30 metros na região, foi realizado um teste de circulação com um rodotrem na subida da serra.

Se os testes tiverem resultados positivos, o DER pode revogar a portaria, gerando ganhos consideráveis na logística da região. Durante o teste, o tráfego foi transferido totalmente para a pista de descida da serra.

“Hoje caminhões com mais de 26 metros são obrigados a dividir suas cargas em duas viagens. A nova autorização vai facilitar o escoamento da produção, baixando custos, dando agilidade ao desenvolvimento e possibilitando a criação de mais empregos”, disse o secretário estadual de logística e transporte, João Octaviano Machado Neto.

O Porto de Santo, maior da América Latina, terá um ganho “incalculável” em suas operações logísticas.

“Buscamos uma cadeia logística eficiente focada no crescimento econômico de São Paulo e do País. Desta forma, queremos criar condições para um escoamento mais eficiente de mercadorias e com novos meios para a movimentação de cargas. Esse trabalho ganha importância ainda maior em tempos de pandemia”, completou o secretário.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

3 comentários

Chuck 03/12/2020 - 12:17

Tem que liberar de 60 metros também

Reply
George 20/11/2020 - 09:10

Deveriam primeiro investir em áreas de estacionamento na região de santos que já não existe para depois saber onde vai para os 30 metros, para carreta norma já não existe imagina 26, 30 metros então

Reply
Ronaldo Andrade dos Santos 20/11/2020 - 01:19

Como vai aumentar o emprego, se o rodotrem toma o lugar de 2 caminhões, pois o mesmo é conduzido por 1 motorista,esses empresários só buscam reduzir custos e mais nada,ninguém ta preocupado com o caminhoneiro, principalmente o empresário.

Reply

Deixe sua opinião sobre o assunto!