GM não irá investir na Nikola, mas anuncia novo acordo

por Blog do Caminhoneiro

Em setembro deste ano, a Nikola e a GM anunciaram um acordo de investimento, onde a GM iria investir mais de US$ 2 bilhões na Nikola, valor que seria usado principalmente para o desenvolvimento da picape Nikola Badger, mas também para o aprimoramento da tecnologia de células de combustível da Nikola.

Depois dos escândalos relacionados à uma carta divulgada pela Consultoria Hindenburg Research, que acusava a Nikola de fraudar documentos sobre o avanço do desenvolvimento da tecnologia de células de combustível de hidrogênio, o investimento ficou em suspensão.

Hoje, as duas empresas anunciaram que o acordo anterior não será realizado, e que foi assinado um novo Memorando de Entendimento, para que as empresas colaborem no desenvolvimento de células de combustível, voltadas a veículos comerciais, foco da Nikola atualmente, que está desenvolvendo os modelos Two, para o mercado norte-americano, e Tre, para a Europa, em parceria com a Iveco.

De acordo com o documento divulgado pelas empresas, os testes com as novas células de combustível deverão começar já no ano que vem, com protótipos rodando nas estradas no início de 2022.

Além da tecnologia nas células de combustível, a Nikola e a GM irão estudar o uso das baterias Ultium, fabricadas pela GM, nos caminhões desenvolvidos pela Nikola.

“Estamos entusiasmados por dar este passo importante com a GM, que oferece uma oportunidade de alavancar os recursos, forças e talento de ambas as empresas. Caminhões pesados ​​continuam sendo nosso negócio principal e estamos 100% focados em atingir nossos marcos de desenvolvimento para trazer caminhões a hidrogênio e elétricos a bateria para o mercado. Acreditamos que as células de combustível se tornarão cada vez mais importantes para o mercado de caminhões, já que são mais eficientes do que gás ou diesel e são leves em comparação com baterias para longas distâncias. Ao trabalhar com a GM, estamos reforçando o compromisso compartilhado de nossas empresas com um futuro de emissão zero”, disse Mark Russell , CEO da Nikola.

O acordo ainda não é definitivo e necessita de aprovação posterior.

Como a GM não irá mais investir na picape Badger, todos os clientes que efetuaram pré-reservas do modelo serão reembolsados.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Deixe sua opinião sobre o assunto!