Vendas de caminhões pesados disparam nos Estados Unidos

por Blog do Caminhoneiro

O aquecimento da economia norte-americana, após a queda acentuada ocasionada pela pandemia do coronavírus, fez a venda de caminhões pesados, da Classe 8, passarem das 40 mil unidades pela primeira vez desde outubro de 2018.

De acordo com a Freight Transportarion Research, em outubro, foram comprados 40.100 caminhões Classe 8, categoria dos cavalos-mecânicos. Nos últimos doze meses, o número total de caminhões Classe 8 vendidos foi de 215 mil unidades.

O principal motivo da compra de tantos caminhões novos é a alta nas quantidades de fretes, com mais consumidores comprando no varejo, precisando que os estoques sejam reabastecidos com alta frequência. Isso também tem elevado os valores dos fretes pagos aos transportadores.

“Setembro foi o ponto de virada para o mercado da Classe 8. As empresas ficaram muito mais confiantes quanto à demanda futura de frete e começaram a fazer grandes pedidos para substituir caminhões mais antigos e para fins de expansão das frotas. Em apenas alguns meses, a indústria passou do medo à esperança e ao otimismo. Parece que a indústria diminuiu as incertezas sobre a pandemia por enquanto”, disse Don Ake, vice-presidente de veículos comerciais da FTR.

No mês de setembro, as vendas já haviam atingido as 32.042 unidades. No pico da pandemia, em abril, as vendas caíram para 4.105 unidades, menor número em décadas nos Estados Unidos. A média nos meses anteriores estava na casa das 20 mil unidades.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

1 comentário

Celestino Gonçalves Filho 05/11/2020 - 14:46

Espero que eles continuem assim, pois dependemos deles.

Reply

Deixe sua opinião sobre o assunto!