Caminhoneiros chegam a pagar mais de R$ 4,20 por litro de diesel

por Blog do Caminhoneiro

Considerando que o caminhoneiro rode pouco, cerca de 300 quilômetros em um dia, gastando 100 litros de diesel, ele poderá ter um custo, apenas com combustível superior a R$ 400 diariamente. Mas essa não é a realidade geral, já que muitos caminhoneiros rodam bem mais que isso diariamente.

Por isso, o custo do diesel tem sido um dos assuntos mais comentados atualmente. O valor pago pelo litro do diesel S10, em média, está em R$ 4,150, de acordo com o Índice de Preços Ticket Log, que disponibiliza os valores médios diariamente, mostrando também os valores dos dias anteriores.

O índice também mostra que o valor médio do diesel está subindo rapidamente. Em 11 de fevereiro, o valor médio do litro do diesel S10 estava em R$ 4,060, e subiu R$ 0,09 em apenas 3 dias, já que a última atualização do índice tem valores de ontem 14 de fevereiro.

Já o diesel S500 está sendo vendido, na média, a R$ 4,049, subindo R$ 0,05 desde o dia 11/02.

Ao Blog do Caminhoneiro, caminhoneiros de todo o país relataram valores que vão de R$ 3,639 a R$ 4,230. Os valores variam bastante conforme a região do país.

Redução de impostos

O governo diz estudar formas de reduzir os tributos que incidem sobre o valor do diesel para diminuir a pressão dos custos para os caminhoneiros.

De acordo com o Governo Federal, existe a possibilidade de redução do PIS/COFINS, que incide em R$ 0,33 por litro de diesel.

Apesar de estudar a redução, o Governo já alerta que terá que subir outro imposto ou criar um imposto novo para compensar a redução de arrecadação, de cerca de R$ 800 milhões por cada centavo reduzido no litro do combustível.

O Governo também enviou ao Congresso um projeto para que a cobrança do ICMS, que é estadual, seja feita sobre o valor dos combustíveis nas refinarias, e não sobre a estimativa do valor final, como ocorre atualmente, o que traria mais previsibilidade dos preços para os motoristas.

Na contramão do mundo

O Brasil é um dos poucos, se não o único país a estudar formas de reduzir impostos para o diesel. Em muitos outros países, o uso do diesel tem sido cada vez mais tributado, especialmente para caminhões mais antigos, que emitem mais poluição.

Isso é uma forma dos transportadores investirem em frotas mais novas e menos poluentes, e também de avanço de novas tecnologias, como eletrificação.

Apesar disso, também diferente de países de primeiro mundo, os caminhoneiros brasileiros estão com o valor do frete defasado há anos, e, a possibilidade de trocar a frota por caminhões mais novos e menos poluentes esbarra na falta de incentivos e subsídios, como acontece em outros países, que tem disponibilizado milhões de Dólares para que os transportadores possam renovar seus caminhões sem ficarem no prejuízo.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Deixe sua opinião sobre o assunto!