Após Governo Federal zerar impostos, estados aumentam ICMS do diesel

por Blog do Caminhoneiro

A partir de hoje, 18 estados e o Distrito Federal irão aumentar os valores de referência para cobrança do ICMS sobre o óleo diesel. O mesmo vale para o gás de cozinha, que também terá tributos estaduais elevados em 12 estados e no Distrito Federal.

No dia 1º de março, o Governo Federal decretou a redução temporária da cobrança do PIS/COFINS do diesel, por dois meses, e acabou com o imposto para o gás de cozinha por tempo indeterminado.

O ICMS do diesel, cobrado nas refinarias, estava em R$ 0,35 por litro. Com as últimas altas do diesel anunciadas pela Petrobras, a redução de impostos já foi praticamente anulada.

O aumento do ICMS por parte dos governadores é mais uma dificuldade que o Governo Federal terá para repassar o benefício aos caminhoneiros. Os valores de referência para o ICMS são atualizados pelos estados a cada 15 dias, e as alíquotas variam de 12% a 25%.

De acordo com os governos estaduais, o preço de referência para o cálculo do ICMS leva em consideração o preço médio ponderado ao consumidor final (PMPF), que é estabelecido por meio de pesquisa de preços nos postos.

O Governo Federal também enviou um projeto de lei para alteração da forma de cobrança do ICMS ao Congresso, onde a alíquota passaria a ser fixada em Reais, e não mais em percentual.

O setor de combustíveis, assim como os caminhoneiros, apoiam as medidas, mas os estados dizem que podem perder arrecadação, e terão prejuízo à capacidade de gestão tributária.

Além do Distrito Federal, os estados do Acre, Alagoas, Amazonas, Amapá, Espírito Santo, Goiás, Paraíba, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe, São Paulo e Tocantins também aumentarão o imposto.

Com o aumento do imposto, o reajuste do diesel S500 chegará a 4,4%, e para o diesel S10 será de 5,1%.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro | Com informações da Folha de São Paulo

COMENTAR

Artigos relacionados

4 comentários

HELIO C SILVA 16/03/2021 - 11:58

DEMAGOGIA DO GOVERNO FEDERAL,A VERDADE É QUE A CIDADE DE SÃO PAULO ESTA SEM PREFEITO,O ESTADO DE SÃO PAULO SEM GOVERNADOR E O BRASIL SEM PRESIDENTE,ESSA É A TRISTE REALIDADE DE UM POVO ACOVARDADO.

Reply
RENÊ COSTA 15/03/2021 - 23:35

ASSIM NÃO ADIANTA BOLSONARO FAZER.NADA MAIS, SE OS CAMINHONEIROS DE CADA ESTADO NÃO SE MANIFESTAREM , VAI TODOS QUEBRAR DE VEZ MESMO. OS GOVERNADORES LADRÕES ESTÃO UNIDOS PARA LEVAREM VANTAGENS ABSURDAS EM VACINAS, LEITOS DE UTI, PREÇOS DE INSUMOS , COMBUSTÍVEIS, INDÚSTRIAS DAS MULTAS ETC. AGORA É AS QUADRILHAS DE GOVERNADORES E PREFEITOS QUE MANDAM NO BRASIL.

Reply
Anderson Ronald 15/03/2021 - 21:43

Na Bahia não foi diferente, o governador Rui Costa do partido PT aumentou os impostos

Reply
Rodrigo 15/03/2021 - 18:41

Por isso que o país vai mal: É MUITO LADRÃO PRA POUCO DINHEIRO!
Um tenta consertar e vem 10 pra estragar ainda mais!
Você que está lendo este comentário, se você tiver $$$$$, for honesto e estudado, faça um favor para si mesmo e para familiares que puder ajudar: vá embora do Brasil. Se estabeleça numa nação séria onde o governo não é mão grande e te deixa prosperar com liberdade!

Reply

Deixe sua opinião sobre o assunto!