PRF autua caminhoneiro que evadiu pedágio 160 vezes

por Blog do Caminhoneiro

A CCR NovaDutra acionou a Polícia Rodoviária Federal para abordar um caminhoneiro que estava usando um adesivo para encobrir a placa do caminhão e passar pelos pedágios da rodovia sem realizar o pagamento.

O caminhoneiro foi flagrado pelas câmeras da concessionária retirando a cobertura das placas, e a PRF foi acionada. A abordagem ocorreu no KM 140 da rodovia Presidente Dutra, próximo ao pedágio de Jacareí.

O caminhoneiro já havia realizado a evasão de pedágios 160 vezes, sendo uma com o novo modelo de placa (Mercosul) e outras 159 com o modelo antigo de identificação do veículo. A dívida acumulada é de mais de R$ 4 mil.

“O trabalho de fiscalização conta com um importante aliado: a tecnologia. Hoje, as câmeras instaladas nas praças detectam não apenas as placas, mas também características do veículo como cor e modelo, que são repassadas para a PRF. (A evasão) não compensa. É um atentado à vida. Os motoristas precisam estar atentos em relação aos riscos que a evasão pode trazer, com frenagens ou colisões, além de colocar em risco a sua própria vida, quanto a vida dos usuários da rodovia, além dos riscos a vida dos colaboradores que trabalham nas praças de pedágio”, explica Virgílio Leocádio, Gerente de Atendimento na CCR NovaDutra.

Infração

De acordo com o artigo 209 do Código de Trânsito Brasileiro, “transpor, sem autorização, bloqueio viário com ou sem sinalização ou dispositivos auxiliares, deixar de adentrar as áreas destinadas à pesagem de veículos ou evadir-se para não efetuar o pagamento do pedágio” são consideradas infrações graves. A multa para esses casos é de R$ 195,23, além de cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação.

A Concessionária realiza o monitoramento das evasões de pedágio ocorridas por meio da coleta de informações nas pistas de passagem automática das cabines da praça, que subsidiam a Polícia Rodoviária Federal nas ações de combate a este tipo de infração.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

Artigos relacionados

Deixe sua opinião sobre o assunto!