Librelato expande vendas para a África

por Blog do Caminhoneiro

Quênia e Uganda são mais dois países que passaram a fazer parte da carteira de clientes da Librelato. A empresa anunciou a venda de implementos, que serão enviados em CKD do Brasil para o Quênia, onde serão montados para as mais diversas aplicações nos dois países que fazem fronteira entre si.

De acordo com a empresa, a negociação tem volume de vendas superior aos US$ 2 milhões neste ano, com previsão de dobrar no próximo ano, e foi o primeiro negócio realizado por uma fabricante de implementos rodoviários nacional nos dois países africanos.

“Entendemos as particularidades e necessidades dos frotistas da região e demonstramos que podemos atendê-los plenamente com produtos robustos, com alta tecnologia e total disponibilidade de serviços de pós-venda”, comenta José Carlos Sprícigo, CEO da Librelato.

O Quênia possui mais de 580 mil quilômetros quadrados de território e, Uganda, mais de 240 mil quilômetros quadrados. A população somada, de ambos, chega a 100 milhões de habitantes. São países com alta demanda por transporte rodoviário de carga e que buscam implementos que aliam robustez com maior capacidade de carga.

Para adequar os produtos brasileiros para o mercado africano, são realizados diversos ajustes técnicos e operacionais nos implementos, para atender as condições de operação mais severa naqueles mercados.

“Além disso, em nossas negociações, asseguramos amplo treinamento da equipe técnica e total suporte para reposição de peças”, disse o CEO da Librelato.

Para ampliar o atendimento no continente africano, a Librelato abriu um escritório comercial em Lisboa, Portugal.

“Com isso ganhamos agilidade para prospectarmos mais parcerias similares às realizadas no Quênia e Uganda em outras regiões do continente. Não obstante, seguimos ampliando nossas vendas de produtos acabados para os países da região oeste do continente”, completou Sprícigo.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!