Tecnologia é essencial para redução de custos nas transportadoras

por Blog do Caminhoneiro

A alta de preços de praticamente todos os produtos no país tem dificultado as operações de diversas transportadoras. Se a empresa não realizar a correta gestão de todos os gastos, como como combustível, pneus, manutenção, acessórios, e pedágio, por exemplo, pode levar a fechar as portas.

Um dos maiores custos para o setor de transporte é com pneus. Manutenção, controle e qualidade são fundamentais, e muitas vezes, pode ser difícil gerenciar tudo, principalmente em grandes frotas. Além disso, os pneus em mau estado podem influenciar negativamente no consumo de combustível, e colocar a vida dos motoristas em jogo.

O especialista Márcio Luís Campos, supervisor de pneus na Faccin Logística, de Guarapuava-PR, explica que existem muitas nuances quando se trata da questão de pneus. Apesar de parecer uma coisa simples, o trabalho demanda uma série de variáveis que fazem toda a diferença tanto no custo quanto nos quesitos de segurança.

“Aqui na Faccin Logística lidamos com transporte de granel sólido, líquido, container e carga seca, ou seja, com cargas de 35 a 50 toneladas, o que gera um desgaste extra de pneus. Para manter a ‘saúde’ dos nossos pneus, decidimos contar com a colaboração da tecnologia, pois nossa frota é extensa”, explica.

Há alguns anos, a empresa buscou soluções no mercado, que pudessem potencializar e aprimorar o controle dos pneus de sua frota. A solução encontrada pela empresa foi o software de gestão de pneus da Gestran, empresa também paranaense que desenvolve soluções de gestão para transporte e logística.

O sistema permite o gerenciamento completo dos pneus da frota, de forma automatizada, acarretando uma economia de gastos que pode chegar a 25%. O sistema desenvolvido com Business Intelligence, permite a visualização e a gestão em tempo real das demandas necessárias, de maneira que haja garantia de rastreabilidade, segurança e controle do que está acontecendo.

Cada pneu passa a ter um histórico. Alertas de rodízio, calibragem, envio de pneus para reforma e desgaste são facilmente monitorados a partir de um dashboard de controle bem intuitivo. Profissionais como Márcio, responsáveis pela supervisão de pneus, têm em suas mãos todo o panorama da frota, inclusive com alertas caso haja defasagem em algum dos pontos.

“Outro fator preponderante do sistema é na hora de trocar os pneus. Novamente com sua ferramenta de BI, o programa ajuda a realizar as escolhas mais assertivas, comparando preços, marcas, modelos, que trazem durabilidade e economia”, explica Paulo Raymundi, CEO da Gestran.

Segundo Márcio Luís, desde que a Faccin Logística começou a usar o sistema em 2012, a empresa conseguiu economizar e disponibilizar aos seus motoristas caminhões muito mais seguros.

“Nós, que lidamos diretamente no dia a dia com a frota, temos uma visão bem precisa das demandas que aparecem. O legal é que o pessoal da Gestran sempre ouve a gente para buscar melhoria nos softwares, com base nos nossos comentários e demandas”, reforça o especialista.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

Artigos relacionados