Venda do primeiro Scania genuinamente brasileiro aconteceu há exatos 61 anos

por Blog do Caminhoneiro

O primeiro caminhão Scania fabricado pela empresa no Brasil foi vendido no dia 15 de junho de 1960, sendo faturados em 21 de junho de 1960. O comprador foi Carlos José Michelon, da Transportadora Michelon.

A nota fiscal emitida recebeu o número 0102, e não 0001, porque não houve tempo hábil para mudança da documentação, da então Scania-Vabis do Brasil S. A. – Motores Diesel, para Scania-Vabis do Brasil S.A. – Veículos e Motores.

O caminhão negociado, modelo que iniciou a trajetória de sucesso da produção própria da Scania no país, foi um L-7550, cinza-claro, com número de chassi 403.192, vendido à prazo, com entrada de Cr$ 449.775,50 e 18 duplicadas de Cr$ 123.750 cada uma. Com isso, o valor total pago pelo caminhão foi de Cr$ 2.677.275,50.

A nota fiscal original

Carlos José Michelon era dono da Transportadora Carlos Michelon e Filhos Ltda. Os filhos eram Ladair, Lauro e José Dorneles. Posteriormente, a empresa se tornou a Rodoviário Michelon, com sede em São Marcos-RS. O primeiro Scania comprado pela empresa, que começou suas atividades em 1937 com um caminhão International D30, foi buscado por Ladair, diretamente na fábrica, em São Bernardo do Campo.

A Scania começou a produzir os caminhões no Brasil anteriormente, em parceria com a Vemag. A empresa foi constituída em 2 de julho de 1957 no Brasil, produzindo, inicialmente, veículos em CKD. No ano de 1958, foi construída a primeira fábrica de motores no Brasil. Os primeiros caminhões a serem produzidos eram o L 7138 e o L 7150.

A versão 7138 tinha PBT de 13,5 toneladas, com chassi curto e entre-eixos de 3,8 metros. Já o modelo 7150 tinha o entre-eixos mais longo, de 5 metros. Posteriormente, os dois modelos foram substituidos pelos L 7538 e L 7550.

Em abril de 1958, ainda produzidos pela Vemag, saíram das linhas de montagem os primeiros L 75, com cerca de 35% de nacionalização. Em 1960, a parceria com a Vemag foi desfeita, e a Scania inicou a produção própria de caminhões no país. A Vemag não tinha mais condições de manter duas linhas de veículos, produzindo automóveis DKW e os caminhões Scania.

Ladair, Dorneles e Lauro, seguiram os passos do pai no transporte de cargas a partir do sul do País

A autonomia total da Scania aconteceu em junho de 1960, e os três primeiros caminhões Scania, modelos L 75, foram comprados por transportadores do Rio Grande do Sul. A Concessionária Brasdiesel, a mais antiga da Scania no país, recebeu os três caminhões. As três notas ficais foram emitidas na mesma data, 15 de junho de 60, mas o primeiro caminhão faturado foi o modelo entregue para a Transportadora Michelon, em 21 de junho de 1960.

Esse primeiro caminhão se envolveu em um grave acidente, na Rodovia Régis Bittencourt, em agosto de 1970, causando a morte do motorista, Ari João Michelon, com perda total do veículo.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

4 comentários

Paulo Cezar 23/06/2021 - 08:20

Perda ou perca tanto faz, críticas bobas prum povo semi analfabeto.nos caminhoneiros falamos errado e daí?

Reply
Osmar fontanezi 22/06/2021 - 15:17

Abraços

Reply
Osmar fontanezi 22/06/2021 - 11:35

Corrigindo o amigo, não houve perca do caminhão mas sim perda

Reply
Blog do Caminhoneiro 22/06/2021 - 12:20

Corrigido, obrigado!!

Reply

Deixe um comentário!