Emplacamento de caminhões tem leve queda em junho

por Blog do Caminhoneiro

A venda de caminhões novos no Brasil em junho chegou às 11.102 unidades, ante 11.358 vendidas em maio, representando uma redução de 2,25%. Os dados foram disponibilizados pela Fenabrave. Apesar da queda mensal, as vendas continuam subindo significativamente em relação ao ano passado.

No mês de junho de 2020 foram vendidos 8.749 caminhões, 26,89% menos que no mesmo mês deste ano. Já nas vendas acumuladas nos seis primeiros meses deste ano, o número total de caminhões vendidos é de 58.049 unidades, 54,45% a mais do que no mesmo período do ano passado, quando foram vendidos 37.584 unidades.

Para a Fenabrave, apesar da leve queda mensal, o segmento de caminhões está correspondendo e até superando, as expectativas de retomada do crescimento, com uma forte expansão no comparativo entre os meses de junho deste ano e do ano passado, assim como a evolução do primeiro semestre deste ano.

“Além de registrar uma alta acima de 54% no primeiro semestre, este segmento vem sendo beneficiado pelo ótimo momento da agricultura brasileira e, também, pelos índices de crescimento econômico do país, que vieram acima do esperado nesta primeira metade do ano. O PIB deve ser maior que o projetado e, com isso, o segmento de caminhões se beneficia”, avalia Alarico Assumpção Júnior, presidente da Fenabrave.

Crescimento nas vendas

A entidade também aponta que o segmento de caminhões pode crescer 30% neste ano, chegando às 116 mil unidades emplacadas, bastante acima das 89.207 registradas no ano passado.

Apesar da alta nos caminhões, as vendas no geral devem cair. Em janeiro, a entidade havia estimado que o setor automotivo, como um todo, cresceria 16,6% este ano. Agora, a previsão é de uma alta de 13,6%.

“Automóveis e comerciais leves continuam muito afetados pela baixa disponibilidade de produtos. Em função da importância de ambos, em termos de volume, para o setor automotivo, o número global foi reduzido, mas outros segmentos, como caminhões, ônibus e implementos rodoviários, tiveram suas estimativas ajustadas para cima”, analisa Assumpção Júnior.

Caso a projeção se confirme, com 116.415 unidades emplacadas, 2021 poderá ser o melhor ano para o segmento, desde 2014, quando foram comercializados 137.052 caminhões.

As que mais vendem

Imbatível, a Mercedes-Benz vendeu mais 3.343 caminhões em junho, totalizando 17.774 unidades no primeiro semestre. Isso mostra que um em cada três caminhões vendidos no país é Mercedes-Benz.

Volkswagen é a segunda colocada em vendas, com 3.203 unidades emplacadas em junho e 16.627 no acumulado do ano. Volvo é a terceira, com 1.922 vendas no mês e 9.409 nos seis primeiros meses do ano. OS números das outras montadoras podem ser conferidos na tabela abaixo:

RANKING POR MARCAS
POSIÇÃO MARCA JUNHO ACUMULADO PARTICIPAÇÃO
M.BENZ 3.343 17.774 30,62%
VW/MAN 3.203 16.627 28,64%
VOLVO 1.922 9.409 16,21%
SCANIA 1.419 7.791 13,42%
IVECO 761 3.522 6,07%
DAF 382 2.581 4,45%
HYUNDAI 48 192 0,33%
FORD 11 66 0,11%
JAC 4 27 0,05%
10º AGRALE 3 18 0,03%
11º FOTON 1 16 0,03%
12º JBC 2 8 0,01%
13º BYD 2 0,00%
14º GM 1 0,00%
15º JMC 1 0,00%
16º SPARTAN 1 0,00%

Os caminhões mais vendidos do país

Entre os modelos, o Volvo FH 540 continua liderando. Foram vendidos 875 unidades do pesado em junho, totalizando 3.982 neste ano. Scania R 450 é o segundo mais vendido, com 688 unidades no mês e 3.492 no ano. O modelo Volkswagen Delivery 11.180 é o terceiro mais vendido, com 484 unidades emplacadas no mês de junho, e 2.610 no semestre.

MODELOS MAIS VENDIDOS
POSIÇÃO MODELO MAIO JUNHO ACUMULADO
VOLVO/FH 540 797 875 3.982
SCANIA/R450 759 688 3.492
VW/MAN/11.180 511 484 2.610
DAF/XF 562 373 2.545
VW/MAN/24.280 403 373 1.933
M.BENZ/ACTROS 2651 364 411 1.862
VOLVO/FH 460 346 301 1.775
VW/MAN/9.170 407 331 1.720
M.BENZ/ACCELO 1016 255 279 1.675
10º SCANIA/R540 378 280 1.598
11º M.BENZ/SPRINTER 416 271 256 1.470
12º M.BENZ/ATEGO 2426 218 244 1.361
13º VOLVO/VM 270 293 308 1.257
14º M.BENZ/ACCELO 815 184 210 1.209
15º M.BENZ/ATEGO 1719 136 169 1.031
16º VW/MAN/24.260 195 159 987
17º M.BENZ/AXOR 2544 234 213 979
18º SCANIA/R500 250 133 946
19º VW/MAN/29.520 156 136 860
20º M.BENZ/AXOR 3344 126 164 825

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!