Princesa dos Campos inicia operação com ônibus totalmente elétrico

A empresa Expresso Princesa dos Campos está investindo no primeiro ônibus totalmente elétrico para operação rodoviária intermunicipal do país, em parceria com a Embarca, startup para vendas de passagens, a fabricante de veículos elétricos BYD e a encarroçadora Marcopolo. Os testes serão realizados na região de Curitiba, durante 90 dias.

O veículo conta com capacidade para 44 passageiros e tem uma autonomia para 250 quilômetros. A rota escolhida para o veículo é a linha Curitiba – Ponta Grossa, com cerca de 120 quilômetros.

O CEO da Expresso Princesa dos Campos, Gilson Barreto, reforça que como a cidade de Curitiba é reconhecida pelos projetos na área de mobilidade urbana, essa iniciativa será um novo marco para a região.

“Os primeiros testes do ônibus elétrico têm o objetivo de avaliar a viabilidade de um novo processo no transporte rodoviário”, ressalta.

Para o CEO da Arca Mobility as a Service, Felipe Gulin, esse é um momento muito especial sendo a primeira iniciativa no transporte rodoviário intermunicipal em prol da mobilidade urbana e da sustentabilidade.

“Com o projeto desenvolvido para a Embarca, plataforma tecnológica da Arca Mobility as a Service, seremos a primeira plataforma tecnológica a operar ônibus elétrico no país. O nosso compromisso é desenvolver soluções, pensando sempre no futuro das gerações, sendo assim, buscamos trazer opções cada vez mais sustentáveis, que atendam as necessidades de demanda dos clientes, promovendo experiências digitais únicas”, comenta o executivo.

O modelo BYD D9F, com carroceria Viaggio 1050, possui até 300 quilômetros de autonomia e a recarga total (0% a 100%) se dá num período de até quatro horas. Esse é o primeiro veículo desta categoria no Brasil destinado às operações de fretamento de curtas e médias distâncias. O Chassis BYD D9F é utilizado para aplicação em carrocerias com até 13,2 metros de comprimento. O motor BYD-2912TZ-XY-A, de 250 KW está integrado às rodas do eixo traseiro, contando com um módulo de controle eletrônico de tração.

De acordo com Marcello Schneider, diretor da divisão de ônibus BYD Brasil, trata-se de um projeto inovador no País.

“Estamos muito honrados em liderar essa ação com importantes players do mercado, temos certeza que essa parceria marcará um processo disruptivo para o setor de transporte rodoviário”, comenta o executivo.

Já para Alexandre Cervelin, gestor de negócios da Marcopolo, a iniciativa está alinhada com a estratégia da empresa em promover ações que ajudem no futuro da mobilidade e da sustentabilidade. Segundo o executivo, a empresa está passando por um processo de transformação e, alinhada aos seus valores, está voltada para o desenvolvimento de soluções para o futuro da mobilidade porque acredita que há um ambiente propício no mercado brasileiro para o desenvolvimento do transporte sustentável.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!

O Royal Eagle é um Scania 143 como você nunca viu T112MC – Scania desenvolveu modelo exclusivo para a Nova Zelândia Você lembra do seriado “As Aventuras de BJ” nos anos 1980? Caminhões chineses são equipados com cabine de modelo da década de 1970 Conheça o transporte Piggyback, muito usado nos Estados Unidos