Iveco vai começar a produzir caminhões elétricos Nikola na Alemanha

por Blog do Caminhoneiro

A Iveco e a Nikola Corporation estão dando um grande passo na direção da produção de veículos cada vez mais sustentáveis, com a inauguração das instalações de produção de caminhões elétricos Nikola Tre, em Ulm, na Alemanha.

A previsão das empresas é iniciar a produção comercial do modelo até o final do ano. Os primeiros caminhões a serem produzidos já tem destino certo: Os Estados Unidos. Clientes selecionados pelas duas empresas receberão as primeiras unidades para testes.

Além da produção de veículos elétricos a bateria, a próxima evolução desta plataforma modular para serviços pesados também foi apresentada ao público na forma do protótipo de veículo elétrico a célula de combustível Nikola Tre. Este modelo entrará em produção até o final de 2023.

“É extremamente gratificante poder testemunhar a execução de um árduo trabalho entregue no prazo e de acordo com nossos planos originais. Graças à reconhecida experiência da Iveco, fornecemos uma plataforma sobre a qual a tecnologia Nikola pode prosperar. Agora, nosso foco está em garantir o sucesso desta operação e assumirmos a liderança, quando se trata de transporte pesado de longa e curta distância, com emissão zero de poluentes”, disse Gerrit Marx, Presidente de Veículos Comerciais e Especiais da CNH Industrial e CEO da Iveco.

Protótipo movido a hidrogênio em fase alpha de desenvolvimento

Além do desenvolvimento de veículos elétricos em parceria com a Nikola, a Iveco investe em outros combustíveis alternativos, como o gás natura. Neste ano, a montadora iniciou o programa Brasil Natural Power que, junto de grandes parceiros, tem como objetivo desenvolver, produzir e comercializar veículos movidos a combustíveis alternativos projetados para atender os segmentos do transporte no Brasil levando em conta suas peculiaridades e características.

Para o Presidente da Iveco na América do Sul, Márcio Querichelli, o gás natural é a alternativa mais viável para o Brasil para o transporte de cargas, urbano e rodoviário, sendo o passo inicial para outras tecnologias, como a eletrificação.

“Estamos focados na missão de promover um transporte sustentável sem deixar de lado a rentabilidade da operação do cliente”, completa o executivo.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!