Saiba o que fazer com o veículo em caso de acidente, mesmo que ele ainda possa rodar

Na última semana, o caso de um caminhão rodando com filme plástico envolvendo a cabine, no lugar dos vidros, chamou a atenção em todo o país. O veículo havia se envolvido em um acidente, e estava sendo levado para manutenção na região de Florianópolis, Santa Catarina.

Recebemos de diversos leitores do Blog do Caminhoneiro comentários sobre o que o motorista deveria ter feito para evitar as multas e a retenção do veículo. Entramos em contato com a Polícia Rodoviária Federal de Santa Catarina, que nos esclareceu sobre o assunto.

Alguns leitores comentaram que o veículo deveria ser levado com o motorista usando roupa de proteção de motociclista e capacete com viseira, outros que seria apenas necessário uso de óculos de proteção, mantendo a cabine aberta, sem vidros, entre outros comentários do tipo. Porém, a PRF esclarece que este não é o procedimento correto.

Como o veículo sofreu grandes danos na cabine, com consequente quebra dos vidros e de outros itens obrigatórios, deveria ser rebocado por um guincho, sem nenhuma outra forma de transporte nesse caso.

Isso se ao fato do caminhão apresentar “mau estado de conservação, comprometendo a segurança”, sendo enquadrado no inciso XVIII, do artigo 230 do Código de Trânsito Brasileiro, com infração grave e multa, além da retenção para regularização.

Como o caminhão também estava danificado na dianteira, teve o sistema do limpador de para-brisa danifica, e, com o uso do plástico na cabine, ficariam ineficientes. A infração, neste caso, também é grave, com multa e retenção para regularização.

Porém, devido aos danos decorrentes do acidente, não há como regularizar o veículo no local, por isso é necessário o transporte em guincho adequado, até uma oficina que possa realizar o serviço.

Uso de capacete

Em agosto desse ano, a PRF da Bahia flagrou um caminhão Mercedes-Benz Atego destruído em um acidente, circulando ena rodovia BR-324, com o motorista usando roupa de chuva e capacete. Além da falta dos vidros, o caminhão estava sem os retrovisores e com o sistema de iluminação inoperante. As portas estavam amarradas por uma cinta. O motorista contou aos policiais que pretendia chegar até Sergipe com o veículo nessas condições.

Nesse caso, o motorista foi autuado pela infração de Conduzir o veículo em mau estado de conservação, comprometendo a segurança (inciso XVIII, do art 230 CTB).

O veículo também foi retido, e só pode seguir a bordo de um guincho.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!

Auxílio de R$ 1.000 para caminhoneiros é aprovado Conheça os detalhes do projeto Roda Bem Caminhoneiro Scania já teve 13 séries especiais no Brasil Conheça a nova série especial da Scania O Royal Eagle é um Scania 143 como você nunca viu