Violações trabalhistas rendem processo de R$ 160 milhões à XPO Logistics nos Estados Unidos

por Blog do Caminhoneiro

Apesar de ser uma das atividades com maior número de regras quanto à jornada de trabalho, a profissão de motorista profissional ainda rende inúmeros processos trabalhistas nos Estados Unidos. A empresa da vez é a gigante XPO Logistics, que irá pagar US$ 30 milhões (R$ 166 milhões) para encerrar um processo coletivo por inúmeras violações trabalhistas relacionadas à entrega de mercadorias dos portos da área de Los Angeles.

De acordo com a justiça norte-americana, as filiais da empresa daquela região contrataram os caminhoneiros com a classificação incorreta, para pagar menos impostos, e houveram falhas em pagamentos e nos valores pagos para refeições, além de violações nos períodos de descanso e reembolsos de custos.

Cerca de 800 profissionais serão beneficiados com os valores das indenizações, após anos de disputas com sindicatos que atuam na região. De acordo com o sindicato International Brotherhood of Teamsters, a prática acontece há anos e é muito comum em diversas empresas que atuam na região de Los Angeles.

Apesar da decisão da justiça já ter saído, o pagamento ainda precisará passar por várias etapas até ser liberado, com nova audiência marcada para 18 de dezembro.

Os motoristas envolvidos no processo são responsáveis pelo transporte de produtos importados, como eletrônicos, roupas e móveis, para empresas gigantes como Amazon, Walmart e Apple.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!