Montadora chinesa apresenta caminhão movido a hidrogênio

por Blog do Caminhoneiro

Com design inspirado nos modelos Nikola One e Two, o caminhão Giga Carbon Neutrality (GCN) Hydrogen Tractor promete funcionar apenas com hidrogênio, evitando a emissão de milhares de toneladas de CO2 na atmosfera todos os anos.

O caminhão foi apresentado pela Giga Carbon Neutrality nesta semana, junto com o anuncio da produção de 21 modelos diferentes de veículos comerciais, todos movidos a hidrogênio e eletricidade. O restante da linha será apresentada nos próximos dois anos.

Além de caminhões médios e pesados, a empresa planeja o lançamento de ônibus e vans para entregas. O primeiro protótipo do cavalo-mecânico da foto acima, movido a hidrogênio, está passando por testes avançados de estrada e usabilidade na China.

A GCN projeta seus veículos em um centro de pesquisa e desenvolvimento localizado em Hangzhou (China). A GCN desenvolveu sua própria tecnologia de célula de combustível de hidrogênio e irá adquirir baterias de outros fabricantes.

Para redução de peso, os veículos da marca serão produzidos em aço inoxidável e compostos leves, garantindo também maior segurança em caso de colisão. Com os compostos diferentes do habitual, o consumo de energia deverá ser reduzido em 10%, aumentando a autonomia.

“Estamos entusiasmados em dar ao mundo seu primeiro olhar sobre o futuro do transporte comercial de emissão zero. A GCN está oferecendo um futuro neutro em carbono para algumas das indústrias que mais utilizam energia do mundo, com veículos de energia limpa, novas tecnologias e um ecossistema de abastecimento para facilitar o funcionamento de frotas de veículos limpos e confiáveis para as empresas de transporte comercial”, disse Marty Wade, CEO da Giga Carbon Neutrality.

De acordo com a empresa, a autonomia do cavalo-mecânico será de 580 quilômetros, rodando carregado com peso bruto total de 44 toneladas.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

6 comentários

Ricardo 20/11/2021 - 09:11

Alternativas para substituir o Petróleo, existem à muito tempo.
Mas sempre quem tem envolvimento com o Ouro Negro, chegam com seu poder de influência (dinheiro), e acabam com o desenvolvimento dessa tecnologia.
Por várias vezes já tentaram emplacar a tecnologia à base de Hidrogênio, mas sempre chega um, e a faz cair em descrédito.
Ao que parece, essa alternativa por baterias elétricas, é a que no momento parece dar as cartas.
Mas quem está por trás disso, tem tanto poder quanto influência para não se render (vender seria o certo), aos majoritários do Petróleo. E só ver a quantidades de veículos com essa tecnologia já disponíveis, e com isso, os Donos da Razão (Petróleo), estão com medo de perderem seus lucros absurdos por verem que seus Domínio podem reduzir bastante, ficando restrito à pouco demanda em uso, pois sabemos que a maior parte da utilização é para combustível.
E com isso, já prevendo essa situação, conseguem jogar os preços lá em cima, e deixarem todos nessa situação em que nos encontramos.
Só que para Nós aqui no Br, ainda vai poder ficar pior, pois não há sequer nenhum investimento ou tentativa de mudar para outra alternativa.
Lembrando que o Gás é o Alcool nosso, estão atrelados ao Petróleo.

Reply
PARQUE DAS UNIVERSIDADES 16/11/2021 - 19:35

Não adianta mostrar imagens bonitas, o que interessa é como eles irão armazenar o hidrogênio explosivo.
O resto é baléla.

Reply
Marcos Rogério de Barros 15/11/2021 - 00:09

Onde está a suspenção? Pra que serve um bruto que não pode atravessar um quebra molas,muito menos adentrar a realidade da maioria dos países?

Reply
Valério 14/11/2021 - 23:50

Muito bom excelente e ainda falam mal dos chineses um povo milenar que temos só a aprender com eles foi eles que descobriram a pólvora e podem ser eles a salvar o mundo com essa nova tecnologia usada em veículos pesados o Brasil terá parte nisso com suas baterias de nióbio

Reply
Estancio Eusébio Chivite 13/11/2021 - 11:24

Assim sendo o mundo será salvo

Reply
Pedro 13/11/2021 - 10:46

Ou seja existem alternativa em substituição Petróleo, basta interesses das montadoras.

Reply

Deixe um comentário!