7 eixos – Entenda a diferença entre os conjuntos que usam essas configurações

O Brasil tem uma infinidade de tipos de caminhões e implementos que rodam pelos milhares de quilômetros de rodovias de seu território. E na última semana, o Contran liberou mais um tipo de configuração, o cavalo de três eixos com a carreta de quatro eixos.

Ao todo, esse conjunto totaliza sete eixos, o mesmo que o bitrem e o cavalo mecânico de quatro eixos engatado em carreta de três eixos (foto acima). Apesar da quantidade de eixos, o peso que cada configuração transporta é diferente, e, na conta, quem ganha no peso transportado é a configuração recém aprovada.

De acordo com o Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), que é o órgão máximo das políticas de trânsito no Brasil, responsável pela regulamentação de quase tudo o que envolve o setor de transportes, o conjunto formado por um cavalo mecânico de quatro eixos engatado em uma carreta de três eixos pode ter um Peso Bruto Total Combinado de 54,5 toneladas.

Um bitrem de sete eixos, sendo um cavalo mecânico de três eixos e dois implementos com dois eixos cada, pode ter um PBTC de 57 toneladas. Já a carreta de quatro eixos, sendo um distanciado, engatada em um cavalo de três eixos, pode ter um PBTC de 58,5 toneladas.

Essa diferença de peso se dá pelo tipo dos conjuntos de eixos, rodas e pneus usados nesses caminhões, que precisam seguir os limites de pesos estabelecidos pelo Contran.

No caso do cavalo mecânico de quatro eixos com a carreta de três eixos, os pesos permitidos são:

O que totaliza 54,5 toneladas de Peso Bruto Total Combinado.

Já, para o bitrem, que pode ter até 57 toneladas de PBTC, os pesos permitidos nos conjuntos de eixos são os seguintes:

Para a configuração recém aprovada, do cavalos de três eixos com a carreta de quatro eixos, os pesos autorizados pelo Contran são:

Por conta da distribuição de eixos, o peso total admitido para esse conjunto é de 58,5 toneladas, sendo a capacidade de carga maior que o bitrem.

Essas informações eram trazidas pela Resolução 210/2006 do Contran, que foi consolidada na Resolução 882/2021, a mesma que permitiu a circulação da carreta com quatro eixos, e que entra em vigor no próximo dia 03 de janeiro. Essas informações podem ser conferidas no Artigo 6º da referida Resolução.

Cabe lembrar que esses pesos permitidos por eixo e por conjuntos de eixos são válidos para todos os caminhões que circulam no país, não podendo ser excedidos por nenhum tipo de configuração prevista pelo Contran.

Erramos: A imagem que representa o cavalo mecânico de quatro eixos com carreta de três eixos foi editado de maneira incorreta, mostrando o conjunto de dois eixos para 10 toneladas, quando o correto são 17 toneladas.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Rafael Brusque - Blog do Caminhoneiro

Nascido e criado na margem de uma importante rodovia paranaense, apaixonado por caminhões e por tudo movido a diesel.

18 thoughts on “7 eixos – Entenda a diferença entre os conjuntos que usam essas configurações

  • 03/06/2022 em 08:15
    Permalink

    Trabalho com miniaturas de caminhões e onde tem algo novo ou que ainda não conheço sobre caminhões la eu estou.
    Estou também a procura de revistas antigas ou mesmo atuais referentes e especializadas em caminhões.

    Resposta
  • 02/01/2022 em 21:14
    Permalink

    Consegue legalizar sim, mas tem que estar de acordo com a resolução 882 de 24/12/2021, que fala que o conjunto tenha pelo menos 17,50metros, 1° eixo direcional com suspensão a ar.

    Resposta
  • 30/12/2021 em 14:30
    Permalink

    Boa tarde. Tire uma dúvida . Carreta Vanderleia usada da pra por quarto eixo? E consigo legalizar??

    Resposta
  • 30/12/2021 em 10:23
    Permalink

    Então,as carretas 4 eixos que não tem os 17.5 m não vão poder rodar com nenhuma configuração de peso?

    Resposta
  • 30/12/2021 em 07:03
    Permalink

    E se colocar ferro nessas carretas com rodas de ferro.😄😄😄😄

    Resposta
  • 30/12/2021 em 06:23
    Permalink

    Ce colocar uma Carreta 4 eixos com um cavalo 4 eixos como fica

    Resposta
  • 29/12/2021 em 17:37
    Permalink

    Andre, tudo bem com você? Os eixos de rodas duplas com espaçamento superior a 2 metros são classificados como não tandem, por esse motivo passa com 10.000 kg. Já os eixos com rodado duplo ligado na mesmo balança da suspensão podendo ter 2 eixos ou mais com distância inferior a 2 metros, esse passam com 8.500 kg. Um forte abraço e fica com Deus.

    Resposta
  • 29/12/2021 em 17:22
    Permalink

    Boa tarde, e sobre o comprimento total do conjunto, na lei não fala nada. Por exemplo o 4 eixo né um basculante tem alguma exigência de medida?

    Resposta
    • 30/12/2021 em 07:21
      Permalink

      Pessoal, o texto da Resolução está claro.

      Peso Bruto Total do conjunto cavalo+carreta, conforme o comprimento:

      Abaixo 16 m: 45t
      De 16 m para cima: 54,5t (cavalo 8×2 com carreta 3 eixos juntos ou distanciados).
      De 17,5m para cima: 58,5t ( cavalo 6×2 com carreta 3+1 eixos)
      Respeitando o peso máximo por eixo.

      Para o eixo autodirecional passar com 10t, precisa ter 4 pneus e estar distante acima de 2.4m de outro.

      Resposta
  • 29/12/2021 em 14:42
    Permalink

    Boa tarde, parabéns a todos os órgãos envolvidos para melhoria do transporte terrestre a regulamentação era necessária por quanto Do aumento de nossa produção Ano a pós ano respeitando todas as normas de segurança seguimos firme nosso caminho…

    Resposta
  • 29/12/2021 em 13:39
    Permalink

    Porque na carreta 4 eixos o direcional passa com 10 toneladas?

    Resposta
  • 29/12/2021 em 08:26
    Permalink

    Com o fim do cavalo 6X4 para o Bitrem, ele volta a ser a “menina” dos olhos, pois a suspensão 2eixos é de longe a melhor opção quando se trata de menor custo de manutenção e desgaste de pneus ( com o preço que está tem que ser considerado ), mesmo a carreta com 4º eixo tendo um PBTC de 1 ton a mais, o que deve dar no minimo umas 2 ton a mais de carga, ja que a tara da LS ( 4º eixo ) será menor que a do bitrem ….

    Resposta
  • 28/12/2021 em 22:37
    Permalink

    O resto aí já sei… Responde ai Blog do caminhoneiro?

    Resposta
  • 28/12/2021 em 22:35
    Permalink

    Ok… E aqueles que colocaram os 4 eixos em tandem na carreta? Como que ficou a lei??? E tem muitos….

    Resposta

Deixe um comentário!

Volvo FH 540 é o caminhão mais vendido do Brasil Conheça o NIKOLA TRE movido a hidrogênio Caminhões comemorativos viram febre entre transportadoras Centenas de vagas de emprego para caminhoneiros Conheça o super caminhão futurista da Peterbilt