Preço médio do diesel se mantém estável em dezembro

Pelo menos, não subiu. É assim que pode ser analisada a primeira quinzena de dezembro no tocante ao valor do diesel, o principal custo para o transporte de cargas. De acordo com o último levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL), o valor médio do diesel S10 e S500 ficou estável no período.

O IPTL destaca que o diesel comum fechou a R$ 5,619 no período, ante R$ 5,617 do fechamento de novembro, um acréscimo de 0,04% no valor. Já o diesel S-10 foi comercializado pelo valor médio de R$ 5,682, ante R$ 5,681 do mês anterior, alta de 0,02%.

“Mesmo com médias ainda altas, vale observar este primeiro indicativo de estabilidade depois de acréscimos consecutivos desde abril, mês em que o diesel comum e o S-10 tiveram baixa no preço e estavam sendo cobrados a R$ 4,449 e R$ 4,496, respectivamente. Fazendo o comparativo com este mesmo período, o valor atual ainda é cerca de 26% mais caro, de acordo com o levantamento da Ticket Log”, destaca Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

A Região Centro-Oeste registrou queda de 0,19% no preço do diesel comum e de 0,30% no diesel S-10, com valor de R$ 5,674, cobrado em novembro, passando para R$ 5,663; e de R$ 5,757 do mês anterior passando para R$ 5,740, respectivamente. O Sudeste teve baixa de 0,04% no valor do diesel comum, com o litro que saiu de uma média de R$ 5,368, do fechamento de novembro, para R$ 5,366, e manteve o preço cobrado no mês passado para o S-10, de R$ 5,453.

Bem como no mês passado, o Sul continua no ranking das Regiões com as menores médias no preço do combustível e registrou uma redução de 0,21% no valor do diesel comum, e de 0,08% no S-10, com valores que eram cobrados a R$ 5,212 e R$ 5,259, agora passaram para R$ 5,201 e R$ 5,255, respectivamente. Resultado diferente de novembro, em que a Região apresentou a maior variação de alta em ambos os combustíveis.

Além de ter as maiores médias de valor, a Região Norte teve alta de 0,14% no valor do diesel comum, passando de R$ 5,834 para R$ 5,842; e de 0,15% no S-10, cobrado a R$ 5,889, ante R$ 5,898 de novembro. Já o Nordeste, registrou acréscimo de 0,19% no valor do diesel comum, passando de R$ 5,668 para R$ 5,679; e de 0,10% no S-10, cobrado a R$ 5,726 neste mês, ante R$ 5,732 de novembro. As duas Regiões foram as únicas que apresentaram aumento no valor do diesel.

No recorte por Estado, o menor preço médio, tanto para o diesel comum ( R$ 5,111) quanto para o S-10 (R$ 5,169), foi comercializado no Paraná e. Já o maior valor do litro para os dois tipos de combustíveis foi encontrado no Acre, por R$ 6,363 para o tipo comum, e por R$ 6,294 para o S-10.

O diesel comum que apresentou a maior redução – de 1,98% – foi o litro registrado nos postos do Amapá, que passou de R$ 5,856 para R$ 5,740. O maior aumento, de 1,61%, para esse tipo de combustível foi identificado nas bombas de Roraima, passando de R$ 5,945 para R$ 6,041. Goiás foi o Estado que teve a maior redução no valor do diesel S10, de 1,21%, passando de R$ 5,692 para R$ 5,623. Os postos da Paraíba se destacaram com o tipo S-10 com o maior aumento, de 0,98%, passando de R$ 5,613 para R$ 5,668.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!

Eficiência dos motores diesel chega a um novo patamar Projeto quer acabar com valores de fretes muito baixos Montagem de caminhões no Brasil segue em alta Uso do celular aumenta entre motoristas Rebite – Um grande vilão nas estradas