Volvo FH da Michelon chama atenção em Uruguaiana

por Blog do Caminhoneiro

Caminhoneiros que utilizam a Elog Cobec, na região de Uruguaiana, Rio Grande do Sul, já viram esse caminhão, e suas imagens repercutem muito nas redes sociais. Um Volvo FH vermelho engatado, e ostentando o nome do saudoso Rodoviário Michelon, parado há muitos anos no mesmo local.

A empresa atuava no Brasil e Mercosul, com fama construída desde a década de 1930, operando os mais diversos tipos de caminhões até meados dos anos 2000, quando encerrou suas atividades. Os veículos da empresa, na época cerca de 800 caminhões, foram passando para outros proprietários, perdendo o padrão de frota usado pela Michelon. Por isso, quando um caminhão que ainda ostenta as marcas da empresa é visto, logo é alvo de fotos e publicações nas redes sociais.

Foto de quando cortava as estradas

É o caso desse Volvo FH12, com 380 cavalos de potência, que foi adquirido Zero KM pela Michelon no ano de 1995. Operado por vários anos nas mais diversas rotas, trocou de mãos no início dos anos 2000, mas não perdeu os detalhes de quando fazia parte da frota da Michelon.

Em 2005, mais precisamente em 1º de agosto daquele ano, o caminhão acabou sendo apreendido pela Receita Federal, por problemas que a empresa dona do veículo tinha.

Com problemas no motor, o caminhão acabou ficando no pátio da Elog Cobec até os dias de hoje, quase 17 anos depois, e o grande baú chegou a ser usado pela Receita Federal como depósito.

O Blog do Caminhoneiro solicitou à Receita Federal informações sobre o veículo, e principalmente, sobre o fato de não ter ido à leilão, mesmo depois de tantos anos parado. Até o momento, não obtivemos resposta. Enquanto isso, o tempo se encarrega do veículo, removendo o brilho daquele que já foi um dos caminhões mais desejados do Brasil.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro | Informações Dsqui Pontes | Fotos redes sociais

15 comentários

Rogerio 08/02/2022 - 14:17

Este caminhão está apreendido pela Aduana Argentina. Não tem nada a ver com a Receita Federal. Informação incorreta publicada pelo Blog.

Reply
Anelor Elisabeth Dos Passos 03/02/2022 - 09:56

Vcs querem dizer só a lata do caminhão q está velha e enferrujada o bau ainda se aproveita um pouco pois foi roubado tudo q havia no caminhão sempre vou a cobec e fico triste em pensar q aquele caminhão está abandonado sucateado ele está bem lá embaixo perto dos químicos este caminhão dizem ter uma longa história por isso nunca saiu da cobec

Reply
Elton de Mello 01/02/2022 - 21:12

Estranho que a Receita Federal não colocou pra leilão como é o habitual. Acho que aí tem…

Reply
Kátia Simone 01/02/2022 - 10:04

Verdade concordo plenamente com vc.

Reply
WALMOR MARTIN LADWIG 01/02/2022 - 06:54

Gostei que os pneus estão cheios a 17 anos.

Reply
Israel 31/01/2022 - 21:45

Lamentável da parte da Receita Federal

Reply
Silvio Luiz Rodrigues da Silva 31/01/2022 - 09:38

Qual o motivo de uma empresa tão grande e afamada,fechar as portas e encerrar as suas atividades? Alguém sabe?

Reply
Murilinho Anjos 31/01/2022 - 07:38

Meu pai trabalho 17 anos na poderosa meu tio e meu Avô, Passo um filme na minha cabeça,Um império desmoronar assim.

Reply
CASSIO APARECIDO RICOMINE 30/01/2022 - 14:12

Verdade que os honesto aqui no Brasil não tem valor, credito nenhum, se vc não entra no mundo bandidos dos políticos vc não próspera essa verdade de um país que tinha tudo para ser uma potência mundial.mas que esta na mao de corruptos e bandidos.

Reply
Castro 30/01/2022 - 12:37

Lamentável….deixar o tempo base encarregar de destruir…pq não colocar em leilão.faciltar a venda , com certeza aparecerá bastante interessados

Reply
Geovani silva 30/01/2022 - 12:33

Infelizmente no Brasil as pessoas que investiram muito no Brasil,não tem valor,pra te valor ten que roubar junto com os políticos e conchavos, se não é bandido é isso acontece com nós sem chance de reiniciar.

Reply
SUelem Santos 30/01/2022 - 12:06

O legal nem sempre é o justo. Deixar um caminhão e um baú se deteriorando no tempo. Se a Receita Federal tem o depósito do bem ( o que ué é legal, pela lei. O correto seria conserva-lo, afinal , não cuidando, não leiloando, quem sofre o prejuízo financeiro é o governo.

Reply
Elismar Andre 30/01/2022 - 11:38

Triste ver um desperdício desses, deprecia o caminhão , sendo q poderia usar o dinheiro da venda em vários recursos!

Reply
Manoel Carlos Monteiro da Silva 30/01/2022 - 11:02

E lamentável e triste uma situação dessas mais existem

Reply
Victor Hugo Guidoni 29/01/2022 - 19:20

Que achado um FH desse ano ainda, bem raro e único dono ainda, isso deveria ser resgatado e restaurado cavalo e carreta sem dúvida na época o FH trazia muita inovação embarcada enquanto nós ruiamos o osso aqui no BRASIL com os nossos caminhões daqui.

Reply

Deixe um comentário!