Protesto de caminhoneiros no Canadá chega ao fim com intervenção policial

As ruas de Ottawa, capital do Canadá, não registram mais pontos de bloqueio de caminhoneiros. Na última semana, policiais entraram em confronto com manifestantes, e dezenas de pessoas foram presas. No domingo, 20 de fevereiro, guinchos ainda retiravam muitos caminhões que estavam nas ruas.

O último local que registrou protestos, no sábado, foi em frente ao Parlamento canadense, mas os manifestantes abandonaram a manifestação na noite de sábado.

Caminhoneiros, retirados à força das ruas, dizem que vão continuar protestando, de outras formas, para que todas as restrições impostas pelo governo de Justin Trudeau, Primeiro-ministro do Canadá, que são algumas das mais severas do mundo, sejam derrubadas.

De acordo com a polícia canadense, 191 pessoas foram presas, e 57 veículos estavam sendo guinchados. Muitos veículos estavam nos mesmos locais desde o dia 29 de janeiro. O governo usou uma lei de segurança nacional para usar a força contra os manifestantes.

O Comboio da Liberdade, como foi chamado, foi iniciado há quase um mês, contra a obrigatoriedade de se vacinar para cruzar a fronteira com os Estados Unidos. Com o passar dos dias, ganhou adeptos e inspirou protestos semelhantes em outros países.

O governo do Canadá também confirmou que usará fotos e vídeos para tentar indiciar o maior número possível de manifestantes nos próximos meses, por diversos crimes.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!

Caminhoneiros estão cada vez mais procurados pelas transportadoras Caminhoneiro recém contratado depena caminhão nos EUA Eficiência dos motores diesel chega a um novo patamar Projeto quer acabar com valores de fretes muito baixos Montagem de caminhões no Brasil segue em alta