Grupo Vamos lucra R$ 121,9 milhões no primeiro trimestre

por Blog do Caminhoneiro

O Grupo Vamos, líder do mercado de locação de caminhões, máquinas e equipamentos e com ampla rede de concessionárias, concluiu o 1° trimestre de 2022 registrando receita líquida de R$ 945,2 milhões, 81,6% maior em comparação ao mesmo período de 2021 e 17,1% maior em relação ao 4º trimestre do ano passado. Já o lucro líquido bateu recorde de R$ 121,9 milhões, 66,4% maior do que o mesmo período de 2021 e 3,5% superior ao 4º trimestre do mesmo ano.

A Companhia registrou um EBITDA 77,2% superior ao mesmo período de 2021, chegando a R$361,5 milhões no 1º trimestre de 2022. Para continuar seu ciclo de crescimento, a Vamos contou com um CAPEX contratado de R$1,568 bilhão no trimestre, alta de 58,4% comparado ao mesmo período do ano anterior.

O trimestre registrou o maior CAPEX implantado pela Vamos em seus ativos, um investimento de R$ 846 milhões no trimestre, crescimento de 75% que reforça a robustez operacional da Empresa. O movimento também contribuiu para melhorar a rentabilidade dos ativos em estoque, que chegam ao valor de R$ 1,342 bilhões, 34,5% superior ao seu valor de aquisição.

“Tivemos realizações importantes para o nosso ciclo de crescimento e desenvolvimento durante o primeiro trimestre de 2022. Com a conclusão da aquisição da HM Empilhadeiras, nos tornamos a maior plataforma de locação do setor intralogístico do país. Além disso, adquirimos a Truckvan, referência na produção e customização de implementos rodoviários para veículos pesados. As aquisições consolidam nossa posição de destaque no setor onde atuamos, crescendo dentro do nosso ecossistema e visando mercados resilientes, escaláveis, sinérgicos e com alto potencial de cross-selling”, ressalta Gustavo Couto, CEO do Grupo Vamos.

Confira os principais destaques do trimestre:

  • A frota da Vamos alcançou 29.669 ativos, representando crescimento de 85,1% em relação ao 1T21.
  • Receita futura (backlog) de R$ 8,9 bilhões da empresa, crescimento de 111,2% em relação ao mesmo período de 2021 e de 27,8% em relação ao 4T21;
  • Lucro operacional (EBIT) com alta de 125,3% em relação ao 1° trimestre de 2021, chegando ao total de R$ 295,4 milhões; 25% maior em relação ao 4º trimestre de 2021;
  • Posição de caixa anual de R$ 3,028 bilhões, suficiente para cobrir a dívida até 2026;
  • Forte aceleração no crescimento operacional com ganho de rentabilidade
  • ROIC (retorno sobre capital investido) anualizado de 14,8%.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!