Scania recorre de multa de R$ 4,5 bilhões na Europa

As grandes montadoras de caminhões da Europa foram processadas em conjunto pela União Europeia, e condenada ao pagamento de centenas de milhões de Euros em multas, por terem trocado informações para tabelamento de preços de caminhões e atrasos na introdução de tecnologias de emissões de poluentes entre 1997 e 2011.

Devido a esse processo, a Scania foi condenada, em 2017, ao pagamento de uma multa de 880 milhões de Euros ( R$ 4.445.672.000,00). Nesta semana, a montadora anunciou que está recorrendo da decisão no Tribunal de Justiça Europeu.

Em um julgamento ocorrido no início de fevereiro deste ano, o Tribunal Geral da União Europeia confirmou a sentença contra a Scania, mantendo o valor das multas no mesmo patamar estabelecido pela Comissão da União Europeia.

Apesar da negativa nos tribunais, a Scania continua contestando todas as conclusões da UE, afirmando que nunca fez qualquer tipo de acordo com outros montadoras para estabelecer preços ou para atrasar o desenvolvimento de motores menos poluentes.

O próximo julgamento, no Tribunal Geral, é a última instância para a Scania recorrer. O recurso foi apresentado no dia 08 de abril, e ainda não tem data prevista para ser analisado.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Rafael Brusque - Blog do Caminhoneiro

Nascido e criado na margem de uma importante rodovia paranaense, apaixonado por caminhões e por tudo movido a diesel.

Deixe um comentário!

Caminhões comemorativos viram febre entre transportadoras Centenas de vagas de emprego para caminhoneiros Conheça o super caminhão futurista da Peterbilt 300 vagas para caminhoneiros brasileiros em Portugal CAMINHONEIRO SEGUE TRABALHANDO AOS 90 ANOS DE IDADE