JAC lança novo caminhão elétrico no Brasil, em versão 6×2

A JAC realizou o lançamento de um novo caminhão totalmente elétrico no Brasil, o 11º modelo elétrico da montadora no país. O anúncio foi feito na tarde de ontem, 24 de agosto, e o modelo é uma opção com PBT mais alto, graças ao terceiro eixo.

De acordo com a empresa, esse caminhão chega ao mercado por solicitação dos clientes, que já tinham o modelo iEV1200T em suas frotas, com PBT de 8,5 toneladas. O novo caminhão, chamado de E-JT 12,5, tem 12,5 toneladas de PBT, com carga útil de 8,6 toneladas.

“Fomos à China, trouxemos esse caminhão e o equipamos com o terceiro eixo, criando o E-JT 12,5. Trucado, compacto, com PBT de 12,5 toneladas e carga útil de 8,6 ton, o que é uma enormidade. E melhor do que tudo isso: ele traz uma economia espantosa de R$ 1,32 no custo por km rodado e também atende aos princípios de ESG dessas companhias”, disse Sergio Habib, presidente do Grupo SHC e da JAC Motors Brasil.

O E-JT 12,5 é equipado com motor elétrico de 235 cavalos de potência, com torque de 1.050 Nm, quase o dobro de modelos semelhantes a diesel, que tem, na média, 600 Nm de torque. Graças ao alto torque, o caminhão tem apenas duas marchas.

A primeira marcha auxilia para tirá-lo da imobilidade, com redução de 2,77:1. É uma forma de garantir arrancadas sem consumir tanta energia elétrica, pois o motor teria torque para impulsioná-lo. Próximo ao 30 km/h, a segunda marcha, que é engrenada automaticamente e oferece relação de 1:1, entra em ação.

A autonomia do modelo é de 150 km quando totalmente carregado. A autonomia aumenta para 180 km com 70% de carga útil ou ainda se estende a 250 km, caso o veículo esteja vazio.

De acordo com a JAC, “encher o tanque” do caminhão custa apenas R$ 69,55 de energia elétrica. Um caminhão a diesel irá consumir cerca de 37 litros de combustível para rodar a mesma distância, gastando cerca de R$ 267 por abastecimento.

A carga total das baterias, em um carregador de 7 kWh, irá demorar cerca de 13 horas. Em um carregador rápido, com 100 kWh, o tempo médio de recarga de 80% das bateris será de 55 minutos, podendo ser realizada nas pausas do motorista ou no momento da carga e descarga.

Para o motorista, o caminhão oferece air bag duplo, freios dianteiros com discos ventilados, de operação pneumática e ABS, além de já contar com controle eletrônico de tração e estabilidade (TCS + ESC).

O modelo também vem com Auto Hold (imobiliza o veículo em aclives e declives), freio de estacionamento eletrônico, banco do motorista com suspensão pneumática, Hill Assist (assistente de partida em rampa), corte de tensão e destravamento de portas pós-colisão e uma infinidade de itens de conforto: ar-condicionado digital, câmera panorâmica 360 graus, sensor de estacionamento traseiro, câmera de ré, DRL (luzes com LED diurno), vidros e trava das portas com acionamento elétrico, além de central multimídia com tela vertical de 12 polegadas, que já vem com pacote Google e garante espelhamento de celular.

Deixe um comentário!

Caminhoneiros estão cada vez mais procurados pelas transportadoras Caminhoneiro recém contratado depena caminhão nos EUA Eficiência dos motores diesel chega a um novo patamar Projeto quer acabar com valores de fretes muito baixos Montagem de caminhões no Brasil segue em alta