Iveco apresenta o S-Way no Brasil

A Iveco acaba de apresentar sua maior novidade no Brasil, o S-Way, modelo pesado que irá substituir o Hi-Way e Hi-Road, produzidos atualmente pela montadora em Sete Lagoas-MG. O caminhão será produzido ao lado da Daily e do Tector, que atuam nos segmentos leves, médio e semipesado.

O caminhão é completamente novo em relação aos modelos atuais da Iveco no Brasil, e foi apresentado na Europa em 2019. Ele será produzido por aqui com duas versões de cabine, três tipos de tração e três potências.

“A chegada do Iveco S-Way será de grande relevância para a nossa operação, com um produto desenvolvido sob medida para as particularidades do país e da região. Estamos iniciando uma nova era nos pesados. Sem dúvida, o caminhão é a escolha mais inteligente para a operação do transporte rodoviário e traz todas as tecnologias de última geração para o segmento”, afirma Marcio Querichelli, presidente da Iveco para a América Latina.

Antes do lançamento, o caminhão passou por um longo processo de desenvolvimento, que envolveu aproximadamente 450 pessoas, mais de 70 protótipos, 450 testes diferentes e mais de 1 milhão de horas totais de engenharia e desenvolvimento.

Foram mais de 2,5 milhões de quilômetros rodados em avaliações em diversas aplicações, com severidade extrema, para garantir máxima resistência, força e durabilidade sem precedentes na gama de pesados.

O caminhão vai atender ao Proconve P8/Euro 6 coma uma tecnologia própria da Iveco, o Hi-SCR, que utiliza apenas o Arla 32 para a redução das emissões, não sendo necessária a utilização do sistema de recirculação dos gases do escapamento, chamado de EGR.

“Nesse sentido, destaco o exclusivo sistema de HI-eSCR com 98% de eficiência de conversão de NOx sem precisar de recirculação de gases de escape (EGR). Teremos também uma redução de consumo de combustível, em comparação com a geração anterior de pesados da marca, de até 15%. Isso é resultado da calibração do motor com a transmissão e representa um avanço no TCO do cliente”, ressalta Ricardo Coelho, diretor de Desenvolvimento de Produto da Iveco para a América Latina.

O motor é o novo FPT Cursor 13, que recebeu com injeção Common-Rail e novo turbocompressor e-VGT, roporcionando produtividade com mais potência, torque em baixas rotações e baixo consumo de combustível.

Inicialmente, o modelo será oferecido com as potências de 450 cv (4×2), 480 cv (6×2) e 540 cv (6×4), com torque de 2.350, 2.450 e 2.550 Nm, respectivamente.

Em todas as versões, o pesado será equipado com a transmissão ZF TRaXon, com 12 velocidades, que garante redução de consumo e do ruído produzido pelo câmbio, além de oferecer maior robustez e durabilidade.

O câmbio recebe novas funções de calibração para o modo de condução, entre elas a EcoRoll, quando a transmissão assume a condição Neutro para permitir maior rolagem do veículo; PreVision, em associação ao GPS permite a escolha mais eficiente de troca de marchas com antecipação a topografia do terreno, e a Rocking Mode, que auxilia nas partidas em condições severas.

Cabine

O caminhão conta com duas opções de cabine, de teto médio e teto alto, e traz um design completamente novo. A cabine AS é mais alta, com 3.88 metros, e a cabine AT é a média, com 3,45 metros. Por dentro, o caminhoneiro tem 2,5 ou 2,3 metros de largura disponíveis, dependendo da versão da cabine.

Por dentro, o motorista terá à disposição uma nova cama com material visco elástico; novo banco estilo ‘assento de cinema’; mais de 15 porta-objetos focados no dia a dia do motorista; ar condicionado digital; banco e volante em couro com comandos integrados; geladeira; iluminação interna personalizável em cor e intensidade; painel de comando na cama; cortinas na cama e banco e entradas USB.

Tecnologia

O caminhão também traz mais tecnologia, especialmente no campo da segurança, garantindo que a viagem seja mais tranquila.

Entre os destaques estão o maior campo de visão; DRL incorporado e ativo na função seta; espelhos retrovisores otimizados para obter melhor visibilidade; LDWS: leitor de faixa que avisa em caso de mudança inadvertida; ACC: Controle de cruzeiro automático adaptativo – acelera e freia o veículo de maneira autônoma em função do tráfego; AEBS: Sistema de freio emergencial autônomo – freia o veículo automaticamente em caso de situações de emergência; Hill Holder: assistente de partida em rampa; ATC, ASR e ESC: Controle de tração e estabilidade e cabine projetada com foco na segurança do motorista com certificação de nível europeu, umas das mais seguras do mundo.

Redução do consumo

Uma das principais vantagens dos novos S-Way no mercado brasileiro é o baixo consumo de combustível. De acordo com a Iveco, o modelo é 15% mais econômico que o Hi-Way, nas mesmas aplicações.

Para se ter uma ideia, em uma frota de 100 veículos isso significa uma economia potencial de R$ 6,6 milhões por ano para o frotista ou até 2,1 milhões de quilômetros a mais por ano, tudo isso emitindo até duas mil toneladas a menos de CO2 por ano

Bernardo Brandão, diretor de Marketing e Portfólio de Produtos da Iveco para a América Latina, afirma que o lançamento posiciona a montadora como uma das principais competidoras na fatia de mercado que, desde 2017, é o principal impulsionador do transporte de cargas do país.

“O Iveco S-Way traz um DNA próprio totalmente focado nas principais necessidades dos clientes e na severidade das missões do transporte de cargas. Junto com os clientes começamos a trilhar novos caminhos para um transporte cada vez mais sustentável. O caminhão é um marco para a Iveco e para o mercado, e temos certeza que é melhor opção para o frotista e autônomo que buscam tecnologia de ponta e rentabilidade na operação. Se trata do melhor pesado já desenvolvido pela marca em todos os tempos”, completa Brandão.

O caminhão será apresentado na Fenatran, que acontece entre os dias 07 e 11 de novembro, no São Paulo Expo, em São Paulo. A produção e entregas aos primeiros clientes começam a partir de janeiro de 2023.

Veja mais detalhes no link https://www.iveco.com.br/sway/.

1 comentário

Luiz Jahir De Zorzi Júnior 06/11/2022 - 21:33

Bonito este Scania da Iveco

Reply

Deixe um comentário!

Na década de 1980, caminhão elétrico já era realidade no Brasil Conheça os caminhões mais vendidos do Brasil em novembro Caterpillar apresenta caminhão gigante totalmente elétrico Caminhoneiros estão cada vez mais procurados pelas transportadoras Caminhoneiro recém contratado depena caminhão nos EUA