Ford apresenta versão elétrica da Transit no Brasil

A Ford está apresentando uma série de novidades para sua linha de veículos comerciais, em especial a Transit. Todas as versões serão apresentadas na Fenatran, que acontece entre os dias 07 e 11 de novembro, em São Paulo.

Uma das maiores novidades da montadora no evento é a chegada da Ford E-Transit, versão totalmente elétrica, que será comercializada inicialmente como furgão de cargas.

O modelo é voltado especialmente para distribuição em grandes cidades, e será oferecida em um programa para grandes frotistas, para que se possa entender a aplicação do veículo, rotas, necessidades e padrões de recarga, de modo a oferecer a melhor opção de negócio.

A Ford já oferece esse mesmo programa na Europa e Estados Unidos, onde o modelo já é vendido há algum tempo e domina o mercado de vans elétricas.

De acordo com a Ford, o modelo tem mais espaço para carga, mais potência, tração traseira, e grande rendimento energético, que garante mais autonomia.

Uma das grades vantagens do modelo é o compartilhamento da maioria das peças com os modelos a diesel, especialmente da carroceria. O pacote de baterias é instalado sob o piso do baú de carga, e a suspensão traseira recebe um projeto exclusivo, otimizando o rendimento e garantindo mais autonomia.

A van é equipada com baterias de 68 kWh, e tem autonomia máxima de 317 quilômetros, que podem variar conforme a versão, ambiente e modo de uso.

A van também conta com um sistema de recuperação de energia, que maximiza a autonomia, usando as desacelerações do veículo para recarregar as baterias.

A recarga pode ser feita por sistemas de corrente alternada ou contínua, e pode ser feita em 8 horas em tomadas de 11 kW CA, ou em apenas 35 minutos, em tomadas de 115 kW CC, onde são recarregados 65% da bateria.

A E-Transit será oferecida inicialmente no modelo furgão, com um conjunto de tecnologias de assistência ao motorista desenhadas para maximizar a produtividade e minimizar o risco de paradas, incluindo câmera de 360 graus, assistente de frenagem de ré, assistente de cruzamento e central multimídia com tela de 12”. O veículo faz parte do investimento global de US$ 50 bilhões da Ford em eletrificação até 2026.

“A eletrificação é uma tendência global que começa a crescer no Brasil, alavancada pela necessidade de redução de custo operacional e da emissão de carbono. Além disso, é uma exigência que os frotistas encontram cada vez mais na contratação de investimentos”, destaca Daniel Justo, presidente da Ford América do Sul.

 

 

Deixe um comentário!

Caterpillar apresenta caminhão gigante totalmente elétrico Caminhoneiros estão cada vez mais procurados pelas transportadoras Caminhoneiro recém contratado depena caminhão nos EUA Eficiência dos motores diesel chega a um novo patamar Projeto quer acabar com valores de fretes muito baixos