Produção de caminhões sobe 5% em novembro

Apesar das vendas de caminhões terem uma redução no mês de novembro, em todos os cenários analisados, a produção segue em alta, superando os números registrados no ano passado.

De acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, as montadoras ainda se recuperam das restrições geradas pela falta de componentes, especialmente semicondutores, mas a média diária de produção e emplacamentos vem subindo.

“É o melhor resultado desde dezembro de 2020, apesar da inflação e das dificuldades de crédito. O varejo continua num bom ritmo de recuperação, e as vendas diretas cresceram muito, em especial as locadoras, que estão enfim recompondo a idade média de suas frotas”, destacou o dirigente”, disse Márcio de Lima Leite, presidente da Anfavea.

No mês de novembro foram fabricados 15.121 caminhões novos, número 5,2% maior do que o registrado no mesmo mês de 2021, quando foram fabricadas 14.380 unidades. Na comparação com outubro, no entanto, houve redução, de 3%. No décimo mês de 2022 haviam sido fabricados 15.582 caminhões.

No acumulado do ano, registrado entre janeiro e novembro, a produção segue em alta. Durante esses meses foram fabricados 147.378 unidades, ante 146.415 do mesmo período de 2021, uma alta de 0,7%.

O segmento mais representativo, tanto na produção quanto nas vendas, é de caminhões pesados, especialmente cavalos mecânicos. Somente em novembro foram produzidos 7.+478 caminhões desse tipo, praticamente metade do total.

Rafael Brusque - Blog do Caminhoneiro

Nascido e criado na margem de uma importante rodovia paranaense, apaixonado por caminhões e por tudo movido a diesel.

Deixe um comentário!

Conheça o NIKOLA TRE movido a hidrogênio Caminhões comemorativos viram febre entre transportadoras Centenas de vagas de emprego para caminhoneiros Conheça o super caminhão futurista da Peterbilt 300 vagas para caminhoneiros brasileiros em Portugal