Amarração de Cargas 2 – A carga pode tombar sobre a carroceria?

carga-amarracaoVimos no 1º texto as duas perguntas iniciais: “Que forças são estão envolvidas no transporte rodoviário” e “Quanto o peso da carga ajuda na sua contenção“. E nessa 2a pergunta, a importância de conhecer o atrito entre a carga e o piso da carroceria. Então, vamos agora para mais uma questão importante:

3a) A carga pode tombar sobre a carroceria? A resposta é: DEPENDE.

Depende das relações entre Comprimento-Altura e Largura-Altura da carga. As regras “simplificadas” estão ilustradas abaixo:

Para tombamento à frente: se o Comprimento “C” for menor que 80% da Altura “H”, a carga é Instável ao tombamento para frente. Medidas de retenção devem ser implementadas para evitar que tombe para frente.

Para tombamento lateral: se a Largura “L” for menor que 50% da Altura “H”, a carga é Instável ao tombamento para os lados. Medidas de retenção devem ser implementadas para evitar que tombe para os lados.

É dito “simplificada” porque considera-se o centro de gravidade da carga no meio dela:

Outro aspecto importante é para o transporte de máquinas e equipamentos: a amarração indicada é do tipo “Direta“, com correntes e esticadores. Lembrar de fazer o “X” para impedir os movimentos longitudinais e laterais. Máquinas com pneus também devem ser calçadas. Nesse tipo de amarração, você não está “puxando” a carga contra o assoalho para aumentar a força de atrito, mas é o próprio dispositivo (corrente) que está suportando diretamente as forças do transporte.

Maiores informações: www.trs.eng.br       contato@trs.eng.br

Eng. Rubem Penteado de Melo

Rafael Brusque - Blog do Caminhoneiro

Nascido e criado na margem de uma importante rodovia paranaense, apaixonado por caminhões e por tudo movido a diesel.

Deixe um comentário!

Caminhões comemorativos viram febre entre transportadoras Centenas de vagas de emprego para caminhoneiros Conheça o super caminhão futurista da Peterbilt 300 vagas para caminhoneiros brasileiros em Portugal CAMINHONEIRO SEGUE TRABALHANDO AOS 90 ANOS DE IDADE