ANTT lança dispositivo tecnológico inovador para setor de cargas do Brasil

por Blog do Caminhoneiro

Acontece na próxima terça, dia 6/6, às 10h, evento que marca o início do período de testes do processo de identificação eletrônica dos caminhões no país com o uso de um moderno dispositivo tecnológico, a TAG. A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR), sob acordo de cooperação técnica, após manifestação de interesse do Grupo Ecorodovias e da ELOG, escolheram o Ecopátio Cubatão, no Estado de São Paulo. O local é um ponto estratégico para os caminhoneiros, pelo alto fluxo de veículos que diariamente se deslocam ao porto de Santos (SP).

No evento, estarão presentes o diretor da ANTT Marcelo Vinaud; pela ABCR, o presidente-executivo, Cesar Borges; o superintendente de Serviços de Transporte Rodoviário e Multimodal de Cargas da ANTT (Suroc), Thiago Martorelly; além de técnicos da área que apresentarão o projeto no evento.

TAG

De acordo com a Resolução 4.799/2015 da ANTT, que regulamenta a Lei nº 11.442/2007, é obrigatória a identificação eletrônica dos veículos automotores de cargas inscritos no Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTRC), mediante instalação de Dispositivo de Identificação Eletrônica, a TAG. Atualmente, há o registro de mais de um milhão de veículos automotores de cargas no país.

O mecanismo contém uma chave eletrônica que será associada à identificação do veículo e do transportador, na base de dados da ANTT. Assim que as antenas coletarem essa chave no registro de passagem, serão verificados os dados do transportador e do veículo. É uma tecnologia baseada na comunicação por radiofrequência, processo similar aos sistemas de arrecadação eletrônica implantados nos pedágios. Nos pontos de registro de passagem, além das antenas, serão instaladas câmeras de leitura eletrônica de caracteres para identificação das placas dos veículos. Tanto a antena como a câmera identificarão os veículos e registrarão a passagem, indicando local e tempo, e o registro será comparado à base de dados da agência reguladora.

O processo de fornecimento da TAG será realizado pelas Administradoras de Meios para Arrecadação Eletrônica de Pedágio (AMAPs) e pelas fornecedoras de Vale-Pedágio obrigatório que manifestaram interesse e forem consideradas aptas pela ANTT.

Benefícios

A identificação eletrônica dos veículos de carga inscritos no RNTRC possibilitará diversos benefícios nos processos logísticos de transporte terrestre no Brasil.

A TAG proporcionará informações reais sobre a movimentação de cargas nas rodovias brasileiras; a origem e o destino das viagens realizadas; e os fretes praticados. Os dados são essenciais para fomento e planejamento de políticas públicas no setor.

Para o transportador, a identificação eletrônica será fundamental para formalizar o mercado; dificultar a clonagem de veículos; comprovar formalmente renda; reduzir tempo de pedágio; otimizar o fluxo e a espera nos portos, como no Porto de Santos; bem como aumentar a competividade, diante da regularização e fiscalização da atividade.

Já para a sociedade, a profissionalização do setor possibilitará a redução da evasão e de acidentes nas praças de pedágio, assim como a diminuição de custos socioambientais (poluição, por exemplo).

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

9 comentários

Kayzer Araujo 10/06/2017 - 18:54

Amanhecer uma lei diferente na calada tudo roubo até quando

Reply
Romiran Guincho 05/06/2017 - 18:22

Já não basta o alto valor pago pra renovar o ANTT? Esta novidade custará mais de 2.000,00, alguém duvida????

Reply
Ricardo Rodrigues 05/06/2017 - 17:18

Publiquem o quanto custa tambem. E pra quem vai o dinheiro que arrecadam !!!

Reply
Paulo Baldovino 05/06/2017 - 17:12

Com certeza mas arrecadação em cima do autónoma na eterna burocracia e de benefícios na Real não vejo nada

Reply
Diogo Lima 05/06/2017 - 16:42

E so roubo mesmo

Reply
Gilberto Ferreira 05/06/2017 - 14:42

Xi lá vem mais fumo

Reply
José Henrique 05/06/2017 - 13:49

Para arrecadar dinheiro são uns mestre mas p melhorar p os profissionais nada inventa

Reply
Humberto Cruz 05/06/2017 - 12:00

Boa tecnologia, qual benefício para os camionheiros

Reply
Xico 05/06/2017 - 21:59

Isso só traz benefícios a eles políticos são meios de fiscalização de carga sem posto fiscal. Coisa de interesse deles porém nós ainda vai ter que pagar pra instalar e fazer toda manutenção. E mole ou quer mais

Reply

Deixe sua opinião sobre o assunto!