PRF encerra Operação Dia do Trabalhador com redução de 23% de acidentes nas rodovias federais




A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou ontem (1) a Operação Dia do Trabalhador, que durou cinco dias, e apresenta redução no número de acidentes nas rodovias federais do Brasil. No entanto, vale ressaltar que no ano anterior a operação teve duração de apenas quatro dias. Em 2017 foram registrados 1.255 acidentes, enquanto em 2018, 907. Apesar da redução na quantidade de acidentes, o total de vítimas fatais sofreu um pequeno aumento de 2%; 88 em 2017 e 90 em 2018.

Autos de infração

A PRF intensificou a fiscalização de trânsito no período da operação. Uma das infrações mais verificadas foi a de ultrapassagem irregular, 4.305 ao todo. Também foi verificado aumento de 37% nas autuações de falta de uso de capacete e 12% de crianças transportadas sem o uso da cadeirinha. Apenas nos dias da operação 915 condutores foram flagrados dirigindo sob o efeito de álcool. Ao todo foram registradas 37.891 infrações de trânsito, número 18% inferior ao ano de 2017, que atingiu 46.265 autos de infração.

LEIA MAIS  Caminhão roubado há 9 anos em São Paulo é recuperado em Santa Catarina

Combate à criminalidade

O combate à criminalidade também foi intensificado durante a Operação Dia do Trabalhador. No total, 557 pessoas foram detidas. Foram apreendidos 403 kg de maconha, 305 kg de cocaína e 47 mil pacotes de cigarro, além de 14 armas de fogo. A PRF também recuperou 73 veículos com registro de roubo ou furto.

Educação para o trânsito

Além do patrulhamento ostensivo, a PRF também promoveu ações educativas buscando sensibilizar motoristas e passageiros de seus papéis na construção de um trânsito mais seguro. Em alguns postos da PRF, o condutor foi convidado a assistir a vídeos que mostraram comportamentos inadequados no trânsito e as consequências dessas condutas. Os motoristas têm a oportunidade de fazer uma reflexão sobre suas atitudes e assimilar novos hábitos.

Deixe sua opinião sobre o assunto!