PRF flagra caminhoneiro dirigindo por mais de 35 horas sem descanso no Pará




Dois motoristas foram flagrados na noite da última segunda-feira(14) com rebites na cabine. O primeiro flagrante ocorreu por voltas das 18h36, no km 272 da BR 316, no Município de Cachoeira do Piriá/PA, quando os agentes abordaram o veiculo VOLVO/FH12 420 6X2T, de cor vermelha, sendo conduzido por um homem que portava 6 (seis) comprimidos de anfetamina (NOBÉSIO EXTRA FORTE). Constatou-se que o mesmo estava dirigindo por mais de 35 horas ininterruptas, conforme o diagrama do tacógrafo apresentado. O motorista alegou que adquiriu a droga com um homem desconhecido em um posto de gasolina no Estado da Bahia.

O segundo flagrante da noite foi registrado no mesmo local, a pouco mais de duas horas. Na ocasião, a equipe da PRF que fazia fiscalização no local, deu ordem de parada ao veículo VOLVO/VM 260 6X2R, de cor branca, sendo conduzido por um homem que trazia consigo duas cartelas de comprimidos de anfetaminas (Nobésio Extra Forte), totalizando 25 comprimidos da droga. Ao ser perguntado, o condutor respondeu que estava utilizando a droga com objetivo de realizar uma longa jornada sem descanso, devido o prazo de entrega da carga.

Os condutores foram enquadrados no crime de porte de droga para consumo pessoal e se comprometeram a comparecer em juízo quando forem intimados, conforme termo circunstanciado de ocorrência lavrado em cada caso.

LEIA MAIS  Unidades do Clube da Estrada Repom receberam mais de 135 mil caminhoneiros em 2018

É importante reiterar que o uso deste tipo de droga além de ser crime, também põe em risco a segurança viária, uma vez que, cessado o efeito estimulante da droga, a sonolência advinda de uma possível privação de sono diminui a atenção e o bom desempenho na direção, expondo o condutor e os demais usuários das rodovias, aos acidentes de trânsito.

5 comentários em “PRF flagra caminhoneiro dirigindo por mais de 35 horas sem descanso no Pará

  • 28/01/2019 em 20:56
    Permalink

    A culpa é dos patrões que praticamente obrigam eles à trabalhar exaustivamente,
    A proporção de acidentes e muito maior nos carros de passeio que não tem ninguém cansado, mas não respeitam as sinalizações e os limites de velocidade do de caminhoneiros que so querem permanecer no emprego, para sustentar suas famílias.
    O que tinha que ter era uma fiscalização maior e culpar o empregador que dá a ordem e não o empregado que pelo emprego se sujeita a tal condição de trabalhar escravo.

    Resposta
  • 25/01/2019 em 15:17
    Permalink

    Deveria ter punição bem mais severa. E não me venham com essa de “tem que entregar a carga…”, Além do mais existe equipamento adequado para cada tipo de carga. Se é perecível, por exemplo, tem a câmara fria e assim por diante. O frete é mais caro? É, mas, nada justifica acabar com a saúde e/ou andar pelas estradas irresponsavelmente causando tragédias, muitas vezes. Muitos dos nossos problemas se originam no comportamento desses maus profissionais que se sujeitam a essas jornadas desumanas. Lotario Wessling caminhoneiro autônomo Venâncio Aires RS

    Resposta
  • 17/01/2019 em 12:50
    Permalink

    E ainda querem ter o direito a portar arma dentro da boleia, so louco pra permitir isso. Arma é em casa, pra defender sua família e seu espaço.

    Resposta
    • 17/01/2019 em 14:32
      Permalink

      Sabe de nada idiota tu fica em casa quem põe a tua comida e da tua família são eles. Vc não sabe o que passa na estrada não vc tá em casa o cu na cama e eles rodando pra entrega a mercadoria que vai pra mesas de vcs bando de ingrato

      Resposta
  • 16/01/2019 em 21:11
    Permalink

    Droga é droga merece punisoes como tal ainda mas conduzindo veiculo pesado pondo em risco a vida de terceiros

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!