Transpanorama comemora crescimento em 2018




A Transpanorama realizou no último sábado, 26 de janeiro, em Maringá, a Convenção Excelência em Transformação, apresentando o fechamento do ano de 2018, em números, e reconhecendo os profissionais que mais se destacaram na empresa.

A Transpanorama, que hoje é uma das maiores transportadoras do país, começou sua história em 1986, e se manteve em crescimento constante ao longo dos anos. Em 2000, a empresa foi uma das fundadoras do Grupo G10. Atualmente, a Transpanorama tem 1.050 caminhões, que atuam nos segmentos de granéis sólidos e líquidos, carga dedicada e carga expressa.

Esses caminhões têm idade média de 3,9 anos, uma das frotas mais jovens do país. Até o final do ano, todos os veículos terão câmbio automatizado, e a idade da frota deve baixar para 3 anos.

Se alinhados um atrás do outro, mantendo uma distância segura, esses caminhões fariam uma fila de 21 quilômetros. A frota da TP percorreu em 2018, 117,5 milhões de quilômetros, ou 3 mil voltas ao redor da Terra. A quilometragem rodada diariamente corresponde a oito voltas no planeta. O consumo de combustível em 2018 foi de 44,1 milhões de litros de diesel.

Em todas as operações, trabalhando como motoristas, mecânicos, gestores e outras funções, são 1.790 colaboradores. Esse número ainda deve crescer bastante em 2019, com a adição de novos veículos na frota, e abertura de vagas para outros setores dentro da empresa. No momento, apenas para motoristas carreteiros, a empresa tem quase 100 vagas em aberto.

LEIA MAIS  Iveco reestrutura rede de concessionárias e amplia a capacidade de atendimento

Investindo continuamente em qualidade, a Transpanorama recebeu em 2018, 236 caminhões e 207 implementos pesados Zero KM. A transportadora também está atualizando o sistema de rastreamento dos veículos, substituindo os aparelhos antigos por novos. Até o momento, cerca de 80% da frota já conta com a nova gestão de rastreamento e telemetria.

Além dos investimentos em caminhões e serviços, a Transpanorama busca continuamente investir em qualidade na prestação de serviços. Hoje a empresa é certificada com o ISO 9001:2015 e com o SASSMAQ, e busca, ainda em 2019, receber o ISO 39001, que certifica empresas em segurança viária.

A empresa tem investido continuamente em melhorias para os colaboradores, principalmente para os motoristas, que hoje participam de uma série de programas de incentivo para melhoria na segurança do trânsito e para melhoria na gestão do veículo.

Entre os programas que os motoristas participam, estão o Memorial do motorista, Programa Gestão na Boleia e o Programa Motorista no Podium. Além disso, os novos motoristas da empresa têm à disposição um novo processo de integração, um curso de formação e disponibilidade de treinamento com Master Drivers e instrutores.

LEIA MAIS  Jost Group pode perder 300 caminhões por golpe em motoristas na Europa

Em 2018, o programa Gestão na Boleia premiou mensalmente os dez motoristas da empresa que mais se destacaram, como em consumo de combustível, respeito à legislação e cuidados com o veículo. Para 2019, a empresa pretende ampliar o prêmio, com cinco motoristas recebendo o prêmio em primeiro lugar e mais dez com o segundo lugar.

O curso de formação de motoristas, que em 2018 formou duas turmas, totalizando 37 motoristas treinados e contratados pela empresa, será ampliado em 2019. A primeira turma deverá ser formada já em fevereiro. Serão quatro turmas no ano, sendo que uma delas deverá ser apenas para mulheres.

No final do evento, o motorista José Claudemir Rodrigues de Araraquara-SP, que atua na Transpanorama no transporte de combustíveis, recebeu o prêmio Rei da Boleia. No programa Gestão na Boleia ele já havia se destacado. Devido ao seu desempenho na empresa em 2018, recebeu das mãos de Cláudio Adamuccio e Valdecir Adamucho, os diretores da Transpanorama, uma viagem com tudo pago para um resort e mais a quitação do financiamento do carro da família. A coroação do Rei da Boleia foi feita pela Rainha dos Caminhoneiros, Sula Miranda.





Um comentário em “Transpanorama comemora crescimento em 2018

  • 29/01/2019 em 11:35
    Permalink

    Já Trabalhei na Transpantaneira, realmente é uma Empresa de ponta com bons Veículos. Porém para quem trabalha no Combustível passa por dificuldades principalmente os novatos, porque não tem Diária , não receba Pernoite nem horas extras, somente comissão sobre o frete da Panorama. Ou seja você acaba pagando para trabalhar pois tem que pedir vale para se manter durante os 25 dias que você é bobrobri a trabalhar para depois tirar 5 dias de folga , que nunca da 5 dias. Além de certos supervisores te tratarem como peoriedprop dele. A Transpantaneira pode ser MUINTO boa mas tem que mudar no que tange ao tratamento aos motoristas e principalmente na Área de atuação de Combustível. Eu falo porque vivenciei tudo isto.

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!