Exame toxicológico para habilitação C, D e E continua obrigatório

O presidente Bolsonaro entregou, no início de junho, um projeto que altera o Código Brasileiro de Trânsito – CTB no que se refere, entre outras coisas, ao exame toxicológico. Segundo o projeto, o exame, se aprovado, deixa de ser exigido na renovação ou mudança de categoria de habilitação C, D e E ou seja, fim da exigência de exames toxicológicos regulares para motoristas de caminhões, ônibus e vans e/ou àqueles que possuírem na CNH a informação “exerce atividade remunerada”.

Importante dizer que, este projeto não foi aprovado ainda, deverá passar pelas comissões e aprovações da Câmara e do Senado e isso pode levar alguns meses. Enquanto isso, a Lei 13.103, de 2 de março de 2015, conhecida como Lei do Caminhoneiro, segue válida e todos os condutores que não realizarem a renovação em tempo estarão descumprindo a mesma. Portanto, o exame segue obrigatório.

LEIA MAIS  Transportes Marvel abre 25 vagas para motoristas carreteiros em Chapecó-SC

Vale ressaltar, que a exigência do exame foi incluída no CTB em 2015 e desde então, segundo uma pesquisa realizada pela Rede Globo junto a seguradoras de veículos, o exame toxicológico possibilitou uma economia de R$ 70 bilhões em acidentes de trânsito no primeiro ano, 56 mil vidas foram poupadas nas regiões sul e sudeste nos dois primeiros anos, e 2,2 milhões de CNHs foram cassadas ou negadas nesse período.

Pesquisa recente realizada nas rodovias de Mato Grosso do Sul e no Ceasa de Campo Grande mostra que 92% de caminhoneiros aprovam o exame. E, daqueles que tiveram a CNH cassada por conta de resultados positivos, 79% aprovam o toxicológico.

LEIA MAIS  Scania apresenta caminhões personalizados, movidos a gás e biometano na Fenatran

A pesquisa revelou, ainda, que o uso de drogas está diretamente relacionado à jornada exaustiva de trabalho, uma vez que os motoristas que reconheceram trabalhar mais de 16 horas por dia apresentaram a maior positividade no exame.

Dessa forma, fica evidente que o exame é importante e junto com ele uma fiscalização mais rigorosa nas jornadas de trabalho desses profissionais, além de uma política de tratamento adequada aos condutores que tiverem resultados positivos.




23 comentários em “Exame toxicológico para habilitação C, D e E continua obrigatório

  • 03/08/2019 em 11:31
    Permalink

    Tem que ser para todos, todos os condutores sem restrições. Mas por conta do Governo, é ele quem quer saber se o condutor é usuário de droga.

  • 03/08/2019 em 08:29
    Permalink

    Gente, aleluia! daqui a pouco ninguem mais vai ter que pagar por este exame pois ele vai deixar de existir. Nas empresas já não precisa. Não precisa mais botar o resultado no CAGED. então quem vai fazer esse exame inútil e caro. Não tem que ser feito por caminhoneiros, por taxistas e nem por donas de casa. Mil vezes melhor fiscalizar quem esta dirigindo noiado e botar na cadeia

  • 03/08/2019 em 08:13
    Permalink

    O exame toxicológico em si , é uma boa , a “galera que acelera” faz muitas besteiras nas estradas , muitas vezes lesando quem não tem nada a ver com eles , o exame reprime um pouco o uso de drogas mas o Sr Presidente , bem que poderia baixar um pouco esse valor pois onera em muito nosso pouco mas muito suado salário !!

  • 02/08/2019 em 20:46
    Permalink

    Teria que ter exame para todas as categorias… Motoristas de carros de passeio e motociclistas também usam drogas e fazem muitas cagadas na estrada e trânsito urbano…

  • 02/08/2019 em 19:47
    Permalink

    Que materia mentirosa . 95% dos profisionais querem o fim desse roubo . quer dizer que os alcoólatras ta liberados . esse exame tem que ser no ato na abordagem policial igual o teste do bafometro . nao tira 300 reais do bolso no trabalhador

  • 02/08/2019 em 19:24
    Permalink

    Sou de acordo com o exame com toda certeza so que teria que ser mais barato pois e caro demais o salário do sofredor do motorista e uma merreca mal da para sustentar sua família.

    • 02/08/2019 em 19:54
      Permalink

      Logo eles colocar exame anti álcool ai o exame vai custa mais 300 pq do mesmo jeito que o drogado nao aguenta ficar 3 meses sem ussar o alcoolatra tbm nao aguenta ficar 3 meses sem beber . ai vai ficar pra renovar 300 De toxicológico 300 de anti álcool e 150 de psicotécnico 120 de medico e 87 de renovação . e vc pode ter certeza que vai ter gente que vai aceitar e vsi falar que ta tudo certo kkkk sacanagem

    • 02/08/2019 em 20:45
      Permalink

      Teria que ter exame para todas as categorias… Motoristas de carros de passeio e motociclistas também usam drogas e fazem muitas cagadas na estrada e trânsito urbano…

  • 02/08/2019 em 16:05
    Permalink

    No meu ponto de vista a exigência do exame toxicológico para renovar habilitação não resolve nada. Ele foi criado só para termos um gasto a mais na renovação.

  • 02/08/2019 em 15:30
    Permalink

    O exame deveria ser feito nos postos políciais, igual bafômetro, e sem custo para o condutor, reprovou no exame, taca uma multa de 5mil pra custear o sistema. Não é justo um pai de família honesto desembolsar 300 reais por causa de uma meia dúzia de drogados.

    • 02/08/2019 em 16:28
      Permalink

      Concordo com você, sempre sobra para o funcionário arcar com os custos, poderia também todas as empresas serem obrigadas a incluir nos convênios desses funcionários esse exame sem custo algum para eles, até porque salário de motorista se compara on o salário de um auxiliar de produção de qualquer outra empresa fora do ramo e que tem bem mais benefícios que a classe de motoristas.

  • 02/08/2019 em 15:27
    Permalink

    Em outra reportagem do G1 diz que 2017 teve 34mil mortes no trânsito no Brasil todo. Então o exame evitou 56mil mortes, 28mil por ano só na região sul e sudeste? Tá estranho esses dados.

    • 03/08/2019 em 08:30
      Permalink

      Estranho? impossível! Esse povo não sabe fazer contas.

  • 02/08/2019 em 14:34
    Permalink

    Não sou a favor do exame! Mais um gasto para o motorista. Sou a favor da fiscalização do uso de entorpecentes para todos, como é no bafômetro. A maioria dos acidentes são causados por veículos de passeio e motociclistas. Então o toxicológico deveria ser pra todos e não uma classe em especial.

  • 02/08/2019 em 14:03
    Permalink

    Olá boa tarde, eu sou a favor do exame, porém, não concordo em que o profissional pague com o custo em 100% e diga-se de passagem custo alto. Porque o profissional tem que arcar só.

  • 02/08/2019 em 13:51
    Permalink

    Esse exame não vale nada tive o meu exame adulterado deu positivo para cocaína e nunca vi essa droga na vida nem beber bebo e assim mesmo com esse exame tem vários acidentes não sei onde é essa estatística faz o exame que vale por 3 meses ao o cara fica 9 anos e 9 meses usando droga não tem nem cabimento esse exame fiz outro exame em outra clinica e deu negativo

  • 02/08/2019 em 13:31
    Permalink

    Só é mais um meio de arrecadar dinheiro, se o governo tivesse preocupado em salvar vidas fazia de graça pelo SUS

    • 03/08/2019 em 08:33
      Permalink

      O SUS já não faz o que precisa … mais um custo para o povo todo pagar? O governo tem mesmo é que botar mais policia nas estradas meu! Até que enfim apareceu um presidente que meteu as caras e quer acabar com esse negócio de exame que não serve para nada.

  • 02/08/2019 em 13:29
    Permalink

    Esse bolsonaro só faz cagada mesmo até chegar a hora que um filho dele for morto pelo motivo de droga em acidente de trânsito

  • 02/08/2019 em 12:47
    Permalink

    Mas seria justo para todos os motoristas.
    A maioria das mortes no trânsito acontece com carro .e quase sempre motorista bêbado ou drogado.
    Porque só pra caminhoneiro?

    • 02/08/2019 em 13:07
      Permalink

      Palhaçada! R$ 300 em média o exame, sabemos que quem usa droga tem esquema para burlar o sistema, pois é só por o pêlo de alguem que não usa no lugar e pronto! Mais um drogado aprovado. Essa lei só serve para punir aqueles que não usam droga e seguem a lei, pois terão que desembolsar o valor e ainda por cima enfrentar uma puta burocracia para tirar ou renovar sua CNH profissional. 92% dos caminhoneiros são a favor???? De onde vocês tiraram isso? Eu nunca fui ouvido sobre o assunto…..por favor, viraram antigoverno também e replicam informações inverídicas?

      • 02/08/2019 em 14:24
        Permalink

        Concordo contigo. Isto é coisa de comunas. Só no Brasil existe isto. Sou caminhoneiro na Europa e exames toxicológicos são feitos pelas empresas uma vez que se houver algum acidente e o exame do motorista der positivo o seguro tira o time de campo. A polícia possuí um teste muito simples que detecta se a pessoa usou qq tipo de drogas. Porquê não fazem igual?

      • 03/08/2019 em 05:22
        Permalink

        Deveria ser feito por empresas ao contratar o motorista.

Fechado para comentários.