Novos caminhões MAN serão lançados em fevereiro de 2020 na Europa e devem receber motores Scania




A nova linha de caminhões MAN será apresentada na Europa no início de fevereiro de 2020. A informação foi confirmada pelo CEO da MAN Truck & Bus SE, Joachim Drees.

O primeiro modelo da nova linha a ser apresentado será o novo TGX, carro-chefe da montadora, produzido desde o ano 2000. Além das novidades estéticas, os novos caminhões MAN serão mais fáceis de serem operados pelo caminhoneiro e trarão muito mais conectividade.

“Nosso objetivo no desenvolvimento da nova geração de caminhões era tornar o trabalho de nossos clientes e motoristas ainda mais fácil, mais eficiente e mais confortável. O novo caminhão MAN oferece muito mais do que apenas transporte físico, é uma solução de transporte completa e integrada que foi desenvolvida com base em digitalização e automação eficientes. Sem comprometer a alta qualidade e confiabilidade pelas quais os caminhões MAN são conhecidos”, destaca Drees.

Os novos caminhões são construídos em um novo sistema modular, que permite que os caminhões sejam configurados de acordo com a necessidade dos clientes.

Cooperação com a Scania

A MAN, Volkswagen e Scania fazem parte do Grupo Traton. Apesar das montadoras continuarem com operações completamente separadas, já foi confirmado pelo Grupo Traton que elas começariam a fazer troca de tecnologias, como trem-de-força, dos caminhões.

A partir do final de 2020, os caminhões MAN irão receber novos motores, de 13 litros, desenvolvidos em parceria com a Scania. Os modelos da Scania começarão a usar esses novos motores antes disso, mas não existe confirmação de datas.

Os novos motores, mais eficientes no consumo de diesel, devem atender a nova norma de emissão de poluentes Euro 7, que deve entrar em vigor em 2025, com regras muito mais rígidas do que o padrão europeu atual, o Euro 6.

Além dos motores a diesel, novos caminhões com motores elétricos também serão apresentados pelas montadoras, usando tecnologia criada em conjunto.

Entre os planos do Grupo Traton, está o de até 80% dos componentes dos motores usados pelos caminhões do grupo serem iguais, com 20% de componentes diferenciados para cada marca.





Deixe sua opinião sobre o assunto!