Ipem-SP flagra caminhão tanque com reservatórios secretos nos compartimentos de carga

por Blog do Caminhoneiro

O Ipem-SP (Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo), durante fiscalização de rotina em veículos transportadores de produtos perigosos em Bauru, na última segunda-feira, 11 de novembro, suspeitou de um veículo com placa de Santo Antônio de Posse e foi detectada a fraude no tanque do caminhão após descontaminação.

O primeiro compartimento armazenava num compartimento ilegal a quantia de 69 litros, o segundo, 47,8 litros e o terceiro, 68,9 litros.

Durante a fiscalização, realizada na base de uma empresa distribuidora de combustíveis em Bauru, no total foram verificados 44 veículos sendo um autuado, devido a fraude em três dos quatro compartimentos do tanque, ao ficar retido no tanque de carga o combustível que seria entregue nos postos revendedores, além do Certificado de Verificação estar com data alterada.

A partir da autuação o responsável pelo veículo tem o prazo de até 10 dias úteis para apresentar defesa junto ao Ipem-SP. De acordo com a lei federal 9.933/99, as multas podem chegar a R$ 1,5 milhão.

A operação especial integrou conjunto de ações da autarquia que acontecem em todo o Estado para verificar as condições dos veículos que transportam produtos perigosos. Na ocasião, os fiscais do instituto inspecionam cerca de 50 itens do tanque que transportam combustíveis líquidos, com objetivo de prevenir acidentes, proteger o cidadão, o patrimônio e o meio ambiente.

COMENTAR

Artigos relacionados

5 comentários

380216 16/11/2019 - 17:12

Tá tudo dominado e o povo lascado!!!

Marco André Rocha Heckert 16/11/2019 - 12:55

Postos roubando dos consumidores, distribuidoras roubando dos Postos, Petrobrás roubando das distribuidoras, Governo roubando da Petrobrás, lei da semeadura, plantou…colheu.

Ezequiel Neto 16/11/2019 - 11:38

Empresa vagabunda de donos delinquentes; E o motorista sabia da fraude? .Se não sabia, nada tem a ver com o crime.

Thiago lima 16/11/2019 - 20:19

Isso tá com cara de ser coisa de motorista. Porque se for coisa da empresa obrigatoriamente o motorista sabe, afinal o dono da distribuidora não vai ter o trabalho de ir lá sangrar os 150 litros estantes.

Zaqueu. 17/11/2019 - 09:38

Qual a empresa k deixa o motorista levar um caminhão desses p algum lugar esses tipos de caminhão não é qualquer pessoa k mexer o risco de explosão e grade de mais isso tem k ter tempo então os donos das empresas são Santos então só motorista k é o errado ? As vezes o pai de família ñ tem nada a Ver com o assunto isso é coisa de peixe grande.

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: