Combustível economizado pela nova linha Scania poderia encher o tanque de 4.500 caminhões

por Blog do Caminhoneiro

A nova geração de caminhões Scania chegou ao Brasil em outubro de 2018, quando foram iniciadas as encomendas dos modelos. Em fevereiro do ano passado começaram as entregas dos novos caminhões. A nova geração de veículos, além de um design completamente novo, trouxe também uma série de novas tecnologias, novos blocos dos motores, mais conectividade e aerodinâmica aprimorada, e prometia uma economia de até 12% no consumo de combustível.

Um ano depois veio a constatação. A economia de combustível projetada pode até ser ultrapassada em algumas operações, e os dados da Scania afirmam que deixaram de ser queimados mais de 2,7 milhões de litros de diesel.

Essa quantidade de combustível poderia abastecer 4.500 caminhões com tanques de 600 litros cada.

A Scania vendeu 12.755 caminhões em 2019, número 47,6% maior do que em 2018, quando foram vendidos 8.643.

A maioria dos caminhões que a Scania vende são voltados para o agronegócio, as cargas gerais e o transporte frigorificado.

Destaque para o novo R 450, modelo mais vendido da Scania e o segundo mais emplacado no Brasil em 2019. Foram vendidos 5.348 Scania R 450 em 2019, que começa a traçar uma caminhada para ultrapassar o modelo mais vendido da Scania no Brasil de todos os tempos, o R 440, fabricado entre 2012 e 2018.

2020 também promete ser um ano de boas vendas para a Scania, que prevê uma alta de até 15% no mercado total de caminhões, podendo passar das 120 mil unidades.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-98800-6519

Artigos relacionados

Escreva um comentário