Empresário aponta os impactos das ações sociais nas organizações

por Blog do Caminhoneiro

Segundo uma pesquisa realizada pelo Instituto de Responsabilidade Social da Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB), entre as 3.110 empresas analisadas, 62% delas declararam que pretendem implementar novos programas de ações sociais, o que provocará um aumento de 42% em relação ao que está sendo feito. Do total da pesquisa, 92% das organizações desenvolvem esses tipos de projetos, mas apenas 71% delas incentivam a participação ativa dos funcionários.

Para Marcos Teixeira, diretor da Costa Teixeira Logistics, esse tipo de projeto pode trazer diversos impactos positivos às pessoas e instituições. “Por meio delas podemos contribuir com o desenvolvimento social de um grupo de pessoas que não tem acesso a recursos, educação e outros. Por outro lado, quem contribui com projetos sociais, que podem ser tanto pessoas ou empresas, acaba ganhando respeito e credibilidade e reforça seu compromisso de liderança em construir uma sociedade mais igualitária e justa’’, aponta.

As ações sociais são marcadas pela importância da colaboração coletiva e da doação não só de itens aos que precisam, mas também de seu tempo e capacidade de ouvir o outro. E no transporte esse conceito não seria diferente. Existem inúmeras possibilidades de ações sociais no setor, que podem ir desde a promoção de maior convívio dos motoristas com seus familiares a ações voltadas à saúde nas estradas, educação alimentar, álcool e drogas, combate à exploração sexual infantil, educação financeira, inclusão social, entre outros.

Entretanto, nos períodos de crise, a solidariedade é essencial. “Fizemos diversas ações para minimizar os impactos e os riscos gerados pela pandemia, desde campanhas de distribuição de álcool em gel, máscaras e luvas e até campanhas para arrecadar doações para compra de alimentos e itens básicos para o público caminhoneiro. Além disso, internamente, criamos procedimentos de higiene e limpeza (pessoal/veículos/escritórios), procedimentos para carga e descarga em clientes, planos de contingência para situações de emergência, vídeos explicativos para facilitar o entendimento dos colaboradores em trânsito, entre outros’’, menciona.

Para Teixeira, o período é de mudança e reflexão. “Com certeza, em momentos de dificuldade vemos aflorar na sociedade um sentimento de solidariedade muito maior. Crises vêm e vão, mas deixam sempre suas marcas, e no caso desta pandemia, em que todos estão sentindo bastante, seja em função do isolamento social, seja em função das dificuldades econômicas inerentes, já é possível notar uma mudança de comportamento em relação ao próximo’’, completa.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Escreva um comentário