Homem é preso por roubar dados de Scania e Volvo e vender para a Rússia

por Blog do Caminhoneiro

De acordo com o portal de notícias Euronews, um homem sueco de 47 anos foi preso por espionagem, por vender dados de alta para a Rússia de empresas de alta tecnologia da Suécia. O nome do homem não foi revelado. A informação publicada no site destaca que as informações roubadas são da Scania e Volvo.

O homem transferiu dados de seu computador de trabalho para um computador particular, por um pendrive, e também tirou fotos das telas dos computadores das montadoras, tentando evitar ser pego pelos sistema de segurança cibernética da empresas.

Ele tinha acesso a dados restritos por trabalhar como consultor para as montadoras, e revendeu os dados da uma potência estrangeira, a Rússia, disse em entrevista o promotor Mats Ljungqvist.

O homem foi preso em 2019, em um restaurante no centro de Estocolmo, após se encontrar com um diplomata russo, de quem havia recebido cerca de 3 mil Euros.

Pelo roubo e venda dos dados, o homem deve pegar uma pena de seis anos de prisão, e deve ser condenado por espionagem. De acordo com a promotoria, os crimes realizados por ele colocam a segurança nacional da Suécia em risco.

Depois de prenderem o homem, os promotores levaram quase dois anos para analisar todo o material e compreender o que poderia ser danoso à segurança da Suécia.

Em outra declaração, o Serviço de Segurança da Suécia confirmou que um homem já havia sido acusado de espionagem no Tribunal Distrital de Gotemburgo.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

Artigos relacionados