Iveco comemora os 75 anos da marca Pegaso

por Blog do Caminhoneiro

Há 75 anos nascia na Espanha a marca Pegaso, que foi fundada pela Empresa Nacional de Autocamiones (ENASA) em 1947, tomando o nome do cavalo alado da mitologia grega que simbolizava força e leveza. A sua linha de produção inicial foi construída na antiga fábrica da Hispano Suiza em Barcelona, onde funcionou até 1955, quando se mudou para uma nova fábrica em Madri – onde são construídos os caminhões Iveco até hoje.

Os primeiros dois modelos de caminhão produzidos pela marca, o Pegaso I e o Pegaso II, herdaram a moderna cabine do Hispano Suiza 66-D, que se tornou tão popular que por muitos anos os modelos de cabine foram chamados de caminhão do “tipo Pegaso” na Espanha. Desde o início, os caminhões Pegaso se destacaram por seu excelente desempenho e economia de combustível.

A empresa também foi pioneira em diversas frentes. Entre os avanços, muito à frente de seu tempo, esta a criação de um caminhão elétrico, construído com base no modelo Pegaso II, que podia ser carregado em 5 horas, e tinha autonomia de 75 quilômetros.

Esse caminhão elétrico nunca entrou em produção comercial, mas a tecnologia serviu para o aprimoramento dos trólebus.

Em 1989, a marca também foi pioneira na Europa, ao apresentar o primeiro concept truck da indústria europeia no Salão Automóvel de Barcelona. O caminhão conceito era o SOLO 500, que já antecipava tecnologias usadas hoje, como GPS, câmeras no lugar dos retrovisores, radar de proximidade e outros sistemas projetados para ajudar os motoristas.

Em 1957, a Pegaso adquiriu a fabricante SAVA, que produzia veículos comerciais leves e médios em sua fábrica em Valladolid. Em 1990, essa instalação tornou-se o lar da linha de produção Daily. Ao longo dos anos, a fábrica ganhou uma reputação internacional de excelência, e hoje é pioneira na indústria 4.0 e certificada como nível Ouro no programa World Class Manufacturing (WCM).

Atualmente, produz a versão de chassi cabine do Daily, bem como os modelos com transmissão automatizada Hi-Matic de 8 velocidades da Iveco. Também produz e pinta cabines que abastecem a fábrica da Iveco em Madri.

A fábrica de Madri foi construída em 1955 e evoluiu sem parar até hoje, sendo hoje uma das linhas de montagem mais avançadas do mundo.

Além da fabricação de caminhões e comerciais leves, a Pegaso fabricava carros, e é uma das poucas marcas que pode se orgulhar de ter competido em campeonatos como o GP de Mônaco (1952), as 24 Horas de Le Mans (1953) e a Carrera Panamericana (1954).

Também compartilha com a Iveco uma história de corridas de caminhões, tendo competido no European Truck Racing Championship em 1989 e 1990, assegurando 4 vitórias consecutivas na pista de Jarama e participado em várias edições do Rali Paris-Dakar.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

Artigos relacionados