Parceria com a Agrale foi fundamental para a produção dos novos caminhões FNM elétricos

por Blog do Caminhoneiro

A FNM Elétricos é uma empresa do Rio de Janeiro, que pertence à Obvio!, que já mais de 20 anos de experiência no desenvolvimento de veículos e soluções de mobilidade. Em 2020, a FNM Elétricos anunciou publicamente o desenvolvimento de caminhões elétricos, em parceria com a Agrale.

Para acelerar o desenvolvimento dos veículos, a FNM Elétricos fechou um contrato com a Agrale de junção tecnológica, onde a tecnologia de propulsão elétrica FNM é inserida na tecnologia dos caminhões Agrale, que fornece chassi, cabine e outros componentes para a FNM.

“Nós fizemos um contrato muito interessante de junção tecnológica nossa com a tecnologia que a Agrale tem, que é fantástica, de toda a parte de engenharia de caminhões”, disse Ricardo Machado, fundado e CEO da Obvio!.

A Agrale é uma empresa com mais de 60 anos de história na produção de caminhões, ônibus, tratores e motores, e irá fabricar os caminhões FNM Elétricos em sua Unidade 2, em Caxias do Sul-RS.

“Estamos muito orgulhosos de poder participar de mais um projeto inovador em nossa história e certos de que essa iniciativa trará excelentes resultados para a Agrale e seus parceiros de negócio, assim como aos usuários finais que adotarem os produtos FNM, que possuem um sistema de propulsão elétrica e adota as mais avançadas soluções existentes, o caminhão entregará alto desempenho e zero emissão de poluentes”, destaca o Diretor Comercial da Agrale, Edson Ares Sixto Martins.

A FNM já tinha um pedido prévio de mil unidades, após participar de um programa de aceleração de startups da Ambev, e encontrou na Agrale uma parceira ideal, que tem capacidade de produção de até 200 caminhões por dia, acelerando também o desenvolvimento dos produtos, já que os modelos vendidos pela Agrale já passaram por todos os testes para homologação.

Além de fornecer as bases dos caminhões para a produção dos modelos FNM 832 e 833, a Agrale também fornece os jipes Marruá para a Bortana EV, uma empresa da Austrália que criou uma versão elétrica do utilitário, para operações de mineração, florestal, combate à incêndios e militares.

Os caminhões FNM Elétricos tem motores de 335 cavalos de potência, com torque de 3.500 Nm, e baterias com autonomia que varia de 100 a 700 quilômetros, dependendo da operação dos clientes.

A empresa já negociou a venda de 1.000 unidades para a Ambev, que serão entregues ainda neste ano, e também mais 6 mil estão em negociação com diversas outras empresas, com entregas iniciando em 2021 também.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

Artigos relacionados