Volvo amplia produção de máquinas de construção no Brasil e contrata funcionários

por Blog do Caminhoneiro

A Volvo Construction Equipment Latin America encerrou 2020 com ótimos número e espera que as vendas no mercado interno e exportações continuem em alta em 2021. Por isso, a empresa vai iniciar a produção nacional de dois modelos de carregadeiras e está lançando um novo rolo compactador fabricado no Brasil.

“O setor de equipamentos de construção teve um bom desempenho de uma maneira geral, mesmo em um ano desafiador por causa da pandemia”, declara Luiz Marcelo Daniel, presidente da Volvo CE Latin America.

Somando as vendas de todas as marcas no mercado latino-americano, o número passou das 31 mil unidades em 2020, 9,3% mais que em 2019, quando foram vendidas 29.211 máquinas na América Latina. A Volvo CE e SDLG cresceram 18.6% no mesmo período.

Somente no Brasil foram registradas 21.940 unidades vendidas de todas as marcas, um crescimento de 32,2% na comparação com as 16.598 máquinas entregues em 2019.

“É o terceiro ano consecutivo em que o mercado brasileiro cresce de forma relevante, dobrando de tamanho nos últimos três anos e encerrando 2020 acima do patamar de 20 mil unidades, o que havia acontecido pela última vez em 2014”, comenta Luiz Marcelo.

Considerando somente os equipamentos para carregamento, transporte e escavação, como carregadeiras, escavadeiras e caminhões articulados, a Volvo CE teve excelente desempenho, com vendas 48% maiores no Brasil, na comparação com uma elevação de 40% do mercado. Nesse segmento, a Volvo CE ampliou suas entregas na América Latina em 25%, número superior aos 20% de crescimento registrado pelo mercado.

“Isso é fruto da gradual recuperação da região a partir do segundo semestre e também de nossa oferta de máquinas avançadas e com alta disponibilidade. Temos um portfólio de produtos que atende a praticamente todas as necessidades dos clientes de toda a região”, diz o executivo.

Um dos principais elos do sistema industrial global da corporação, a planta latino-americana está concluindo a contração de 250 funcionários para a linha de produção. A fábrica tem atualmente 621 empregados, quase o dobro do número de antes da pandemia. É o maior contingente de pessoas desde 2013.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

Artigos relacionados

Deixe sua opinião sobre o assunto!