Empresa holandesa renova quase toda a frota com caminhões a gás da Scania

por Blog do Caminhoneiro

O gás natural pode ser considerado o combustível do futuro “hoje”. O uso do gás em substituição do diesel é uma das maneiras mais rápidas e baratas para reduzir de forma imediata as emissões de poluentes no transporte, e a empresa holandesa Van Dijk se aproveitou dessa facilidade para deixar suas operações mais limpas e eficientes.

A empresa recebeu, em 2019, os dois primeiros caminhões Scania movidos a gás, comprados para teste. Apesar da novidade que já agradava diversos transportadores, o dono da transportadora, John van Dijk, ficou bastante cético no início, principalmente devido à potência dos veículos. Hoje já são dez caminhões movidos com gás natural liquefeito (GNL).

Entre as operações que a empresa realiza, está o transporte de cargas de cerâmica, pesando até 50 toneladas de Peso Bruto Total Combinado. Antes, a empresa usava caminhões diesel 6×2 com carretas de três eixos para essa operação.

Graças ao sistema modular da Scania, e devido à necessidade da instalação dos tanques de gás, a empresa mudou a configuração dos cavalos-mecânicos para 4×2, com semirreboques especiais, que possuem sistema de direção nas rodas.

A cabine dos caminhões é da série G, menor, mas que oferece conforto ao caminhoneiro e espaço para uma cama confortável.

A empresa Van Dijk é pioneira na Holanda na transição para um sistema de transporte mais sustentável, e passou a lucrar com o uso do gás natural em seus caminhões, com menor consumo de combustível e desgaste de pneus, graças ao implemento com sistema de direção.

“Devo dizer que fico satisfeito com isso. Temos metas ecológicas ambiciosas e elas estão se aproximando”, conclui o dono da empresa, John Van Dijk.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

CLIQUE AQUI PARA PARTICIPAR DO NOSSO CANAL DO TELEGRAM