Uso de biometano reduz emissões em 95% nos caminhões

Caminhões que façam viagens diárias por grandes distâncias podem emitir até 231 toneladas de carbono por ano. Esse número pode ser reduzido em até 95% com o uso de biometano, que está sendo cada vez mais usado no setor de transportes.

Produzido a partir dos resíduos de aterros sanitários (lixo urbano), o biometano oferece uma solução ambientalmente correta, que facilita o cumprimento de metas ESG, além de ser economicamente mais sustentável, pois é um combustível não sujeito a variações da taxa de câmbio e do preço do petróleo, como ocorre com o GNV.

Uma das fontes de biometano é o Aterro de Seropédica, no Rio de Janeiro, de onde são produzidos 120 mil metros cúbicos de biometano diariamente pela empresa Gás Verde. Essa empresa já abastece 14 postos no Estado do Rio e tem entre seus principais clientes industriais a siderúrgica Ternium e a empresa de bebidas Ambev, e agora negocia com empresa do setor de transportes para o uso de biometano em seus caminhões.

Uma das empresas que está convertendo seus caminhões para o biometano produzido pela Gás Verde é a Rodofly, que tem uma frota com mais de 300 caminhões.

Além de empresas de transporte, a própria frota da Gás Verde está sendo abastecida com biometano, para o transporte das carretas de gás usadas na empresa.

Deixe um comentário!

Caterpillar apresenta caminhão gigante totalmente elétrico Caminhoneiros estão cada vez mais procurados pelas transportadoras Caminhoneiro recém contratado depena caminhão nos EUA Eficiência dos motores diesel chega a um novo patamar Projeto quer acabar com valores de fretes muito baixos