Europa diminui exigência de emissões para o Euro 7

Temos falado bastante aqui no Brasil sobre o Euro 6, tecnologia de emissões que será exigida para todo caminhão que tenha mais de 3.500 kg de Peso Bruto Total a partir do ano que vem. Na Europa, essa regra já vale desde setembro de 2014, e está chegando perto do fim.

Por lá, a partir de 2025, entrará em vigor a norma Euro 7, muito mais rígida, e a última vigente para motores diesel, pelo que se espera. Ela irá vigorar até 2035, quando se planeja o encerramento completo da produção de veículos com combustão interna, sendo substituídos por modelos elétricos ou com tecnologias de células de combustível.

Assim como o Euro 6, a norma futura será implementada em passos (Steps). O Euro 6 está no Step E, e cada um desses Steps traz novas tecnologias de redução das emissões.

Apesar de ser uma regra mais rígida, o Euro 7 já está sendo afrouxado, pela Comissão da União Europeia, em Bruxelas. Isso se deve a problemas na cadeia de fornecedores, aumentos de custos de combustíveis, além da pandemia do Covid-19, Guerra na Ucrânia e falta de energia.

Por isso, a abordagem inicial deverá ser muito mais próxima ao Euro 6 Step E do que uma norma completamente nova, e deverá ganhar mais força ao longos dos anos.

O anúncio irritou ambientalistas, que disseram que a União Europeia está colocando o lucro das empresas acima da saúde das pessoas. Estimativas apontam que cerca de 70 mil europeus morrem por ano devido à problemas de saúde relacionados com a poluição do ar.

Esses ambientalistas também pedem que as normas se tornem especialmente rígidas com emissões de outros tipos de poluentes pelos veículos, como a amônia (NH3) e o Óxido Nitroso (N2O), que são mais prejudiciais para a saúde e clima do que o CO2.

Deixe um comentário!

Conheça os caminhões mais vendidos do Brasil em novembro Caterpillar apresenta caminhão gigante totalmente elétrico Caminhoneiros estão cada vez mais procurados pelas transportadoras Caminhoneiro recém contratado depena caminhão nos EUA Eficiência dos motores diesel chega a um novo patamar