Scania oferece duas novas potências para caminhões a gás na Europa

Os motores de 13 litros a gás oferecidos pela Scania passam a contar com duas novas opções de potência, garantindo o transporte de cargas de todos os tipos no território europeu. A marca anunciou as novidades na IAA Transportation, e as novas potências são de 420 e 460 cavalos.

A mudança se deve ao aumento da demanda dos transportadores por caminhões equipados com tecnologias de combustíveis alternativos ao diesel, sendo o gás uma das melhores soluções. Se usado com biometano, produzido a partir de fontes renováveis, a emissão de CO2 na atmosfera cai até 90%.

“As combinações de trator e reboque para aplicações de longo curso com pesos de trem de 40 toneladas agora podem esperar alcances de até 1.400 km com biometano liquefeito em seus tanques. Como as redes de postos de abastecimento disponíveis também estão se expandindo rapidamente, os caminhões com motores a gás tornaram-se uma alternativa muito forte para os clientes que desejam eliminar gradualmente o uso de combustíveis fósseis e reduzir sua pegada de CO2”, diz Stefan Dorski, vicepresidente sênior e chefe da Scania Trucks.

Para a Scania, os caminhões a gás são fundamentais para a redução das emissões de poluentes no setor de transporte, além de serem uma alternativa mais rápida para as empresas alcançarem suas metas de descarbonização.

Os novos motores foram desenvolvidos com base na motorização existente da Scania no setor de gás, que opera em Ciclo Otto, com velas de ignição. Com as novas potências, a Scania espera ganhar mais terreno nesse segmento.

Um objetivo importante para os engenheiros da Scania era garantir a melhor dirigibilidade possível, com os motores Super a diesel como referência de desempenho e características. Em uma comparação direta com um motor a diesel do mesmo nível de potência, a diferença mais perceptível para um leigo provavelmente seria que o motor a gás funciona de forma mais silenciosa.

Esses motores são acoplados às novas caixas de câmbio G25 Opticruise, totalmente automatizadas. Essas novas caixas fazem trocas de marchas mais rápidas e suaves.

Outra grande vantagem dos novos motores a gás é que o torque ficou mais próximo dos motores a diesel.

Na versão de 420 cavalos, o torque é de 2.100 Nm, e na versão de 460 cavalos são 2.300 Nm. No modelo diesel, a versão 420 vc tem 2.300 Nm de torque, e a versão 460 tem 2.500 Nm. Na versão a gás, o torque máximo é obtido com rotações levemente mais altas, entre 1.000 e 1.300 RPM, enquanto na versão diesel o torque chega entre 900 e 1.290 RPM.

Os caminhões equipados com esses novos motores poderão ser encomendados a partir do ano que vem.

Deixe um comentário!

Conheça os caminhões mais vendidos do Brasil em novembro Caterpillar apresenta caminhão gigante totalmente elétrico Caminhoneiros estão cada vez mais procurados pelas transportadoras Caminhoneiro recém contratado depena caminhão nos EUA Eficiência dos motores diesel chega a um novo patamar