Venda de caminhões cresce 15,7% em maio, apesar da falta de componentes

por Blog do Caminhoneiro

Dados da FENABRAVE (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), mostram que a venda de caminhões novos vem reagindo no país, apesar da falta de componentes para montagem dos veículos ainda impactar as entregas.

“Esse aquecimento demonstra a melhora da economia, o que é corroborado pelo Índice de Confiança da Indústria Automotiva que, segundo levantamento (ICEI), está entre os 5 maiores do ranking nacional. No comércio também estamos confiantes e notamos que se a produção de caminhões fosse maior, teríamos mercado para isso”, comenta Alarico Assumpção Júnior, Presidente da FENABRAVE.

As vendas em maio registraram 11.358 emplacamentos, ante 9.817 de abril, com crescimento de 15,7%. No comparativo com maio de 2020, quando foram emplacadas 4.724 unidades, o crescimento foi de 140,43%.

No acumulado dos primeiros cinco meses do ano, foram emplacadas 46.948 unidades, com crescimento de 62,82% sobre igual período do ano passado, quando foram comercializados 28.835 caminhões.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

Artigos relacionados